HC de Botucatu tem cerca de 100 profissionais afastados e tempo de atendimento fica prejudicado

Saúde
HC de Botucatu tem cerca de 100 profissionais afastados e tempo de atendimento fica prejudicado 19 janeiro 2022
Foto: Eliete Soares

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) divulgou na terça-feira, dia 18, uma nota sobre medidas internas que estão sendo implantadas mediante o aumento de casos de afastamentos por síndrome gripal ou covid de seus funcionários. A situação tem se tornado incomoda.

Desta forma, o atendimento ao público de uma forma geral fica diretamente impactado e a autarquia busca medidas para amenizar a situação. Ações internas foram adotadas para otimizar sua assistência.

Entre profissionais médicos, de enfermagem, técnicos e servidores na área administrativa, aproximadamente 100 pessoas estão afastadas por suspeitas de Covid ou síndromes gripais.

Em nota o Hospital diz que diante desse quadro, sua estrutura está atuando acima da capacidade. Cirurgias e consultas eletivas estão sendo reavaliadas de acordo com a capacidade do Hospital.

O tempo de espera aumentou significativamente. Essa situação se apresenta tanto no complexo do HCFMB, quanto nos pronto-socorros geridos pela autarquia.

Desta forma, o tempo de espera para atendimento em todo o Complexo HCFMB neste momento não pode ser estimado. O HCFMB reitera que está tomando todas as ações necessárias para que seu fluxo de atendimento volte ao normal o mais rápido possível. Contamos com a compreensão de todos, completa nota do HCFMB.

Na última semana o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) anunciou a implantação de medidas garantir ssistência eficaz, otimizando o fluxo de atendimento e reforçando a conscientização e prevenção nesta nova fase da pandemia entre a população, servidores e principalmente pacientes:

• Testagem de todos os servidores do Complexo via pool de saliva ou PCR-RT, visando a segurança da equipe e dos pacientes, mantendo o fluxo da assistência das áreas;

• Atualização dos protocolos terapêuticos;

• Aumento progressivo de número de leitos de enfermaria e UTI exclusivos para o tratamento da Covid-19, de acordo com a demanda de casos;

• Análise do estoque de medicamentos e insumos hospitalares utilizados no tratamento da Covid-19;

• Aquisição de testes rápidos de antígeno para Covid-19, o que garante um atendimento mais ágil;

• Reavaliação dos espaços necessários para o isolamento de pacientes.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento