Gestantes não devem tomar a segunda dose na vacinação em massa de Botucatu

Em Botucatu 94 mulheres ficaram grávidas após a primeira dose em 16/05 e aguardam instruções

Conforme orientação da Anvisa, as gestantes não serão imunizadas em Botucatu no domingo, 08, aplicação da segunda dose da vacinação em massa da população no estudo clínico da Oxford/Astrazeneca, Fiocruz e Unesp.

A determinação ocorre desde maio de forma preventiva, após a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar a suspensão da aplicação da vacina contra Covid da AstraZeneca/Fiocruz nesse público.

Em Botucatu são 94 mulheres que se tornaram gestantes após a primeira dose, no dia 16 de maio. Elas também não tomarão o complemento da imunização. Esses casos já estão com a Secretaria de Saúde e aguardam definição.

A expectativa da Prefeitura de Botucatu é receber nos próximos dias doses da vacina da Pfizer para este grupo, conforme recomendação. Um pedido já foi feito para o Governo de São Paulo.

“Detectamos 94 gestantes nessas condições para ser bem preciso. Então elas não podem tomar a segunda dose da AstraZeneca. Nós já fornecemos essa lista para a Vigilância Estadual, solicitando 100 doses da Pfizer para que a gente possa atender esse público. Precisamos aguardar o recebimento dessas doses e daí vamos comunicar e convocar essas gestantes, para que elas em um segundo momento possam receber a segunda dose da Pfizer. Essa é a recomendação para gestantes que tomaram a primeira dose da AstraZeneca e que estão grávidas ou que já estavam grávidas no dia 16 de maio, ainda em um momento permitido. Então peço para que essas mulheres não compareçam no domingo e aguardem durante a semana. Assim que a gente tiver novidades, com o recebimento das doses da Pfizer, vamos atender aproximadamente cem mulheres”, disse o Secretário Municipal de Saúde André Spadaro durante entrevista à Rádio Criativa FM nesta sexta-feira, 06.

Veja também

Confira os horários de vacinação no domingo, 08 de agosto