FMB|Unesp e HCFMB participam da elaboração de Manual de Recomendações para Assistência à Gestante

Atualmente, o mundo entende que gestantes e puérperas são parte integrante do grupo de risco frente à pandemia de COVID-19. Pensando nisso, o Ministério da Saúde estabeleceu um manual para o tratamento assistencial da COVID-19 nestas pacientes, já que a doença foi descoberta recentemente e vários aspectos ainda são pouco conhecidos.

Lançado neste mês de setembro, o Manual de Recomendações para a Assistência à Gestante e Puérpera frente à Pandemia de Covid-19 foi elaborado com base nas melhores evidências científicas disponíveis até o momento. O objetivo principal é diminuir a morte materna por COVID-19, implantando medidas adequadas, o tratamento de gestantes e de puérperas nos serviços de saúde brasileiros, de acordo com a gravidade de cada caso.

O grupo de trabalho de COVID-19 do DAPES/SAPS/MS é formado por 17 professores de várias universidades brasileiras, e contou com a participação da Profª Associada Vera Therezinha Medeiros Borges, Vice-Chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB|Unesp) e médica no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB).

Segundo Dra. Vera, todas as ações recomendadas no manual visam a capacitação dos profissionais da saúde para atendimento às gestantes com COVID-19. “Nosso objetivo é que todos os profissionais tenham embasamento, mas que principalmente estejam seguros e atuem de forma assertiva para diminuição da mortalidade materna”, explica.

“O Manual aborda pontos importantes, recomendando o rastreio universal das gestantes internadas para tratamento clínico ou para a assistência ao parto, orientação de como deve ser realizado o encaminhamento das pacientes e sobre o tratamento e o momento adequado para o parto. Atualmente além do manual, este grupo de trabalho tem estruturado outras ações, que deverão ser implantadas a partir do mês de outubro”, afirma a professora.

Para a Diretora de Assistência do HCFMB, Dra. Érika Ortolan, a participação da Professora na elaboração do manual e no grupo de trabalho do Ministério da Saúde é motivo de orgulho e de extrema importância para as instituições. “A maioria das ações já foram colocadas em prática no HCFMB, juntamente com o Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da FMB, para que o atendimento às mães portadoras de COVID-19 seja otimizado, reduzindo o número de internações e principalmente de óbitos”, finaliza.

Acesse o manual clicando aqui.