FMB/Unesp de Botucatu convoca pacientes dos grupos de risco para estudo de remédio contra a Covid

 

Foto: TV TEM/Reprodução

A Faculdade de Medicina de Botucatu (SP) está recrutando pacientes que fazem parte dos grupos de risco para participar do estudo de um medicamento para tratar a Covid-19.

O ABX464 é autorizado pela Anvisa e a expectativa é que ele ajude a diminuir o número de pacientes que precisam de internação hospitalar. De acordo com a médica pesquisadora Marina Okoshi, o novo medicamento francês pode ter potencial para tratar o coronavírus.

“Esse medicamento já foi identificado que tem importante ação inflamatória. Essa ação foi identificada em outras doenças e agora vai ser estudada na Covid. Ele também inibe a replicação viral, apenas em células pulmonares humanas isoladas, e pode auxiliar na regeneração tecidual”, explica a médica.

Durante o estudo, alguns pacientes vão tomar o comprimido com medicação ativa e outros vão tomar um comprimido falso, que é chamado de placebo. Os médicos também não vão saber, durante a pesquisa, quais participantes efetivamente tomaram o remédio, apenas no final do estudo.

Nesta fase, a médica informou que o estudo está testando os pacientes que têm maior chance de desenvolverem casos complicados da Covid-19. Por isso, para participar, o morador precisa estar com o diagnóstico confirmado para coronavírus e ser do grupo de risco.

“Estamos testando pessoas acima de 65 anos ou que têm comorbidades, como obesidade, hipertensão e diabetes”, orienta a pesquisadora Marina.

Depois de tomar a medicação, o paciente é tratado em casa. A ideia é testar o remédio na fase mais leve da doença para ver se ele ajuda a prevenir as complicações e a própria hospitalização.

Quem quiser participar do estudo, pode entrar em contato com a Unesp através do telefone (14) 99631-5649.

Fonte: Portal G1