Exposição vai mostrar como a graduação atinge a saúde mental dos alunos

Entre os dias 16 e 23 de abril, na central de aulas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), será realizada uma exposição de cartazes com relatos da perspectiva, enfrentamento e desabafo sobre a situação da saúde mental dos alunos do curso de enfermagem quando associada com a faculdade. A iniciativa do Centro Acadêmico XII de Maio – Chapa Florescer – é um espaço que os estudantes encontraram para manifestação do pensamento sobre o intenso período da graduação.

Catharina Martins, uma das organizadoras da ação, explica como surgiu a ideia de realizá-la. “Durante o XIII Congresso Brasileiro dos Estudantes de Enfermagem (CBEEn) foi realizada uma atividade buscando relatos dos alunos sobre o peso que a graduação tem em sua saúde mental, devido o número de suicídios e a procura por apoio terapêutico terem aumentado entre os estudantes e o aparecimento do tema saúde mental na mídia”, frisou.

A exposição terá cartazes livres para os estudantes do câmpus manifestarem seus pontos de vista sobre a temática. De acordo com Catharina, será uma oportunidade para o “aumento da visibilidade do impacto que a graduação tem na saúde mental dos estudantes e a possibilidade de dar voz aos alunos do câmpus, já que é um lugar onde outros alunos, professores e funcionários poderão ler seus desabafos e conhecer um pouco mais sobre a situação”, finalizou.