Especialista da FMVZ/Unesp capacita profissionais da Vigilância em captura de enxame com abelhas africanizadas

Professor Doutor Ricardo de Oliveira Orsi faz orientação sobre o manejo de enxame

 

Nesta quinta-feira, dia 03, profissionais da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) de Botucatu e da Diretoria de Saúde de São Manuel participaram de uma capacitação em manejo de abelhas africanizadas no Setor de Apicultura da Fazenda Lageado. O setor pertence ao Departamento de Produção Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP.

O treinamento foi ministrado pelo Professor Doutor Ricardo de Oliveira Orsi e teve como objetivo capacitar os profissionais para o manejo seguro de enxames de abelhas africanizadas em locais de risco. Em 2019, VAS e Setor de Apicultura comemoram 10 anos de parceria,

O trabalho rendeu muitos resultados positivos em Botucatu e região. No total já foram atendidas quase 6 mil ocorrências envolvendo abelhas africanizadas.

“As abelhas africanizadas são eficientes polinizadores, mas também podem causar acidentes graves envolvendo pessoas e animais. Por isso, o objetivo desta parceria é cuidar do meio ambiente e da saúde pública, transferindo os enxames dos locais com grande circulação de pessoas e animais para o Setor de Apicultura”, salienta Valdinei Moraes Campanucci da Silva, supervisor de serviços de saúde ambiental e animal da VAS.

Este trabalho conta com outros importantes parceiros, como Guarda Civil Municipal (GCM) e Corpo de Bombeiros. Os enxames em locais de difícil acesso são encaminhados para o Corpo de Bombeiros.

O horário de atendimento da VAS é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Após este horário, finais de semana e feriados, o plantão será acionado através do 199 da GCM.