CAPS III discute com grupo Caio e autoridades inserção dos usuários da Saúde mental no mercado de trabalho

Na manhã desta terça-feira, dia 17, o CAIS Cantídio teve uma importante discussão para a inserção dos usuários da Saúde mental no mercado de trabalho. Participaram da reunião o Prefeito de Botucatu, Mário Pardini; vereador Paulo Renato; Secretária de Assistência Social, Silvia Fumis; Silvania Giandoni; Silvio dos Santos, gerente corporativo de RH da indústria CAIO; Renata Gusmão, diretora do CAPS III; Camila Sambugaro, terapeuta ocupacional; Marly Tieghi de Melo, diretora do CAIS e Sandra Rosolen, gerente do CAIS Cantídio.

Renata Gusmão, diretora do CAPS III, disse que o serviço vem caminhando com o grupo de reinserção ao trabalho. “A proposta tem colaborado na melhora significativa do quadro psicossocial da população atendida e aspira nesta parceria com a Prefeitura e indústria CAIO, novas possibilidades para usuários da saúde Mental assistidos também por outros serviços”, expôs.

Camila Sambugaro, terapeuta ocupacional, explica que essa parceria se faz necessária para ampliação das discussões e fortalecimento das ações de reabilitação. “ Essa união expõe experiências positivas que o grupo coordenado e idealizado por Ana Lucia Martins (psicóloga) e Paula M.S. Giampaulo (terapeuta ocupacional) tem vivenciado. A proposta de (re) inserção profissional foi elaborada em meados de 2017”, colocou.

Dentre as diversas demandas dos usuários, foi notado que muitos indivíduos se encontravam afastados do mercado de trabalho por longo período decorrente dos agravos do sofrimento psíquico (transtorno mental). Os agravos podem impor barreiras que obstruem a participação plena na sociedade, colocando-os em condições de desigualdade em relação as demais pessoas, o que caracteriza o conceito de deficiência psicossocial, justificando assim a inclusão no mercado de trabalho por meio das cotas de inclusão para pessoas com deficiência (PcD).

O grupo surge com o objetivo de propiciar atividade direcionada à inserção no mercado de trabalho, seja pela inclusão através da Lei de Cotas ou seleção convencional. A garantia de trabalho e renda é um dos pilares da Atenção Psicossocial que consiste em um conjunto de práticas que visam o protagonismo e emancipação do sujeito para o exercício dos direitos de cidadania de usuários da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

“Em nome do CAPS III agradece o Prefeito Mario Pardini e o vereador Paulo Renato por ter convidado os representantes do RH da CAIO para essa conversa tão importante para Saúde Mental do município de Botucatu”, disse Renata Gusmão.