Botucatu vacinou 78% dos idosos com mais de 90 anos, diz prefeitura

Segundo dados da prefeitura, já foram vacinados todos os idosos do grupo de 85 a 89 anos; entre profissionais da saúde, índice de cobertura é de 72% para a primeira dose.

A Prefeitura de Botucatu (SP) informou nesta quinta-feira (18) que já vacinou 686 idosos com mais de 90 anos com o imunizante contra a Covid-19, o que representa um índice de 78,85% de cobertura para esse grupo prioritário.

Segundo documento da Advocacia-Geral da União (AGU) enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira (17), o governo federal informou que já vacinou todos os idosos com mais de 90 anos do país e 4,8 milhões dos profissionais de saúde, o equivalente a 73% do total.

Contudo, de acordo com prefeitura, a totalidade de cobertura em Botucatu só foi alcançada no grupo de pessoas com mais de 18 anos, com deficiência e abrigadas em residências inclusivas – 86 vacinados (100%) –, e na faixa de idosos de 85 a 89 anos, com 1.150 pessoas (100,52%).

Já o índice de vacinados no grupo de profissionais de saúde de Botucatu é praticamente o mesmo informado pelo governo no balanço nacional, de 73%. Segundo a prefeitura, 7.073 profissionais da saúde de Botucatu (72%) já receberam a primeira dose, sendo que 2.089 tomaram a segunda dose.

Dados

O envio dos dados da AGU foi feito em resposta a uma determinação do STF de que o governo detalhasse a ordem de vacinação dentro dos grupos prioritários.

Na época, o ministro Ricardo Lewandowski considerou que não estava claro qual dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde deveria ser atendido primeiro frente à escassez de vacinas no país .

Veja quais grupos já foram vacinados até agora, segundo o governo:

– 100% dos 60 anos ou mais institucionalizados (156.878 mil habitantes)

– 100% das pessoas com deficiência institucionalizadas (6.472 mil habitantes)

– 100% das pessoas com 90 anos ou mais (901.729 mil habitantes)

– 73% dos trabalhadores de saúde (4.853.994 milhões de habitantes)

No centro-oeste paulista a situação de escassez se repete e várias cidades anunciaram um replanejamento da vacinação por conta da falta de doses.

Atualmente, Botucatu vacina o grupo de idosos acima de 85 anos e o restante dos profissionais da saúde da linha de frente.

Fonte: G1