Botucatu terá programação especial na Semana de Esclarecimento e Conscientização sobre Parkinson

No dia 11 de abril é celebrado o Dia Mundial do Combate à Doença de Parkinson, data que é utilizada para alertar e orientar a população sobre a doença. Em Botucatu, a Lei nº 5961, de 15 de dezembro de 2017, institui no Município a “Semana Municipal de Esclarecimento e Conscientização sobre a doença de Parkinson e de apoio àqueles que manifestam essa doença”. Por isso, neste ano, a Cidade terá a primeira atividade para falar sobre a doença.

As ações ocorrerão na semana de 4 a 11 de abril e serão organizadas e realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde e a Fundação UNI, com idealização e importante contribuição do Grupo de Apoio ao Parkinson do Município, encabeçado por Alda Luba, esposa de Maciej Luba, portador de Parkinson.

O objetivo desta semana é esclarecer à população sobre o que é o Parkinson, promovendo atividades que busquem a integração dos portadores da doença em todos os segmentos sociais, provocando nas pessoas a reflexão de inúmeras situações constrangedoras e discriminatórias vividas por portadores, mas que podem ser evitadas com a divulgação e debate amplo da patologia e seus sintomas.

Também, ao longo das atividades, serão esclarecidas as causas, os sintomas, os tratamentos e a necessidade do apoio familiar e comunitário, propiciando o conhecimento da doença e auxiliando as pessoas a procurarem um diagnóstico precoce.

Sobre a doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição degenerativa do sistema nervoso central que, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde),atinge 1% da população mundial acima de 65 anos. No Brasil, existem em média de 200 mil parkinsonianos, de acordo com o Ministério da Saúde.

É uma doença neurológica crônica e progressiva, que está associada a uma diminuição da produção de dopamina, um neurotransmissor que atua no envio de mensagens para as partes do cérebro que controlam a coordenação e movimentos.

O tremor é um dos sintomas mais evidentes, mas também pode atingir os músculos responsáveis pela fala e deglutição.

O diagnóstico da doença de Parkinson é feito por exclusão. Os médicos recomendam exames como tomografia computadorizada, análise do líquido espinhal, eletrocardiograma, ressonância magnética, etc. Esses exames são feitos para descartar a possibilidade do paciente possuir outra doença no cérebro. O diagnóstico é baseado na história clínica do doente e no exame neurológico.

Atualmente não existe cura para o Parkinson, justamente porque o cérebro não renova suas células. Também não existe nenhum teste específico para a doença e nenhuma maneira de prevenção. Porém, ela pode ser tratada não apenas combatendo seus sintomas, mas também retardando sua evolução. Existem medicamentos para amenizar os sintomas, ou dependendo do paciente, é indicada a cirurgia, todavia nenhuma delas representa cura da doença.

Confira a programação da Semana Municipal de Esclarecimento e Conscientização sobre Parkinson:

Todos os eventos são gratuitos e as inscrições serão realizadas nos seguintes locais:

– 02/04 – 20 horas: Tribuna livre na Câmara dos Vereadores – palestra com a Fisioterapeuta Mônica Ynoue. Local: Câmara dos Vereadores (Praça Comendador Emílio Peduti, 112 – Praça do Bosque – Centro).

– 04/04 – 19 horas: Roda de Conversa – Equipe Multiprofissional do Centro de saúde Escola (Nutricionista, psicólogo, farmacêutico, fisioterapeuta, e enfermeiro). Local: Espaço Cultural (Av. Dom Lúcio, 755 – Centro).

– 05/04 – 19 horas: Palestra com o Dr. Alexandre Taborda – Neurologista e Com Leila Candeias – aberta a todos os profissionais e comunidade. Local: APM – Associação Paulista de Medicina (Rua João Passos, 326 – Centro).

– 07/04 – 10 horas: Apresentação cultural: “Coral Vozes da Cuesta” – Regente Jorge Cisnero e Músico Fábio de Bonna – percussionista e portador de Parkinson. Local: Mercadão Municipal (Rua Rangel Pestana, s/n – Centro).

– 09/04 – 18 horas: Roda de conversa – Dr. Edson Capone – Psiquiatra e Homeopata (Centro de Saúde Escola – Rua Doutor Gaspar Ricardo, 181 – Vila dos Lavradores).

– 10/04 – 14 horas: Roda de Conversa – Dr. Edson Vidal – Geriatra e Dança Sênior – Grupo de Dança “Talentos da Maturidade”. Local: APAPE (Associação de Pais e Amigos das Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais) – (Avenida Raphael Serra, 460 – Bairro Alto – Atrás do Ginásio de Esportes).

– 11/04 – 19 horas: Apresentação cultural – Grupo “Peregrinos do Samba”. Local: Espaço Cultural (Av. Dom Lúcio, 755 – Centro).

– de 04 a 11/04: Atividades diversas de orientação nas Unidades de Serviços de Saúde de Botucatu.