Botucatu não tem caso suspeito de febre amarela; Acontece teve acesso aos números atualizados do estado

 

Foto Acontece Botucatu: De 8 casos confirmados e 14 suspeitos, nenhum é de Botucatu

A febre amarela está assustando todos os estados do sudeste brasileiro, em especial Minas Gerais e São Paulo. A cada dia que passa surgem mais casos confirmados e suspeitos da doença. Já são mais de 40 mortes em todo o país, o que está colocando as cidades em alerta.

Um relatório publicado na última segunda-feira, dia 23, pelo Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”, preocupou os botucatuenses. O documento recomenda vacinação contra febre amarela em alguns municípios do estado de São Paulo e cita a cidade de Botucatu.

Mas o Acontece Botucatu teve acesso aos números atualizados pela Secretaria Estatual da Saúde na noite desta quarta-feira, dia 25. Segundo os dados passados para nossa reportagem, são 8 casos confirmados e 14 suspeitos no estado de São Paulo, sendo que nenhum é de Botucatu até o momento.

Os números atualizados nesta quarta-feira mostram que dos 8 casos, 5 pessoas morreram no estado. Dois casos foram autóctones, ou seja, contraídos dentro do próprio território paulista e 6 casos foram importados de Minas Gerais.

O mapa da febre amarela traz os seguintes números e cidades:

Batatais – 1 caso confirmado

Santana do Parnaíba – 1 caso confirmado

Américo Brasiliense – 1 caso confirmado

Jucupiranga – 1 caso confirmado

Ubatuba – 1 caso confirmado

São Paulo – 3 casos confirmados

Outros 14 casos de febre amarela estão sendo investigados, mas até o momento Botucatu está fora das estatísticas, apesar da recomendação de vacina para esta região. Ao longo da semana as secretarias de saúde dos principais estados afetados pelo surto divulgaram dados divergentes em relação ao balanço do ministério, que somariam 44 mortes, sendo 37 só em Minas.

Recomendação de vacina para a região de Botucatu

A região de Botucatu está incluída nessa área de recomendação de vacina desde 2009, ocasião em que ocorreu surto na região de Itatinga e Avaré. A cobertura vacinal de Botucatu é elevada, em torno de 92%.

Só em 2009, em uma grande campanha foram colocadas 118 mil doses. Em 2015 teve campanha de intensificação com 9.105 doses e 2016 mais 6.628 doses.

No Brasil, o Ministério da Saúde também recomenda vacinação contra febre amarela, com pelo menos dez dias de antecedência, a partir de 9 meses de idade aos indivíduos que se deslocam para as áreas de risco, áreas com ocorrência de casos humanos, vetores silvestres e epizootias confirmadas (morte de primatas não humanos) por febre amarela, assim como adeptos do ecoturismo ou turismo rural e trabalhadores que adentram as matas da região.