Botucatu ganha Unidade Móvel de Castração

A causa animal em Botucatu tem uma nova ferramenta no atendimento das demandas da população. A Prefeitura de Botucatu lançou na última quarta-feira, 11, a Unidade Móvel de Castração. O equipamento móvel é um trailer equipado com os recursos necessários para o atendimento a cães de pequeno, médio e grande porte, e gatos.

“O castramóvel vai nos permitir ir até os bairros periféricos da Cidade, onde a situação de animais nas ruas é mais evidente. Atenderemos também famílias carentes que não têm condições de pagar por uma castração e aproveitaremos para fazer um trabalho educativo sobre posse responsável”, afirmou Rodrigo Rodrigues, Assessor Especial da Prefeitura para a Causa Animal.

Para 2018, a Prefeitura contratou 1,6 mil castrações (600 para gatos, 700 para cães de até 15 kg e mais 300 para cães acima de 15 kg). O valor despendido para essa maior quantidade de castrações é ainda menor do que o destinado no ano passado.

“Graças a Deus conseguimos grandes melhorias neste setor, já que faremos quase 20% a mais de castrações do que fizemos no último ano e com um preço menor, sem perder a qualidade do serviço. A Unidade de Castração Móvel é mais uma grande ferramenta que teremos no atendimento a causa animal”, citou o Prefeito Mário Pardini.

Unidade Móvel de Castração

Com formato idêntico a um trailer, a Unidade Móvel possui quatro janelas, acabamento termoacústico, com três salas internas: uma pré-operatória, uma sala cirúrgica e uma pós-operatória. Essa última, com capacidade para acomodação de até oito animais.

O trailer ainda possui um banheiro, para uso da equipe de profissionais que atuará no local, com um vaso sanitário e uma pia. A Unidade também está equipada com sistema ecológico de utilização de água, onde a mesma utilizada para a lavagem das mãos será reutilizada na descarga. O equipamento possui também dois aparelhos de ar condicionado.

Na parte de fora, o trailer possui adesivo personalizado, toldo de 2m x 3m, entrada de fonte de energia e ainda dois reservatórios, um de água limpa e outro de dejetos, com capacidade de 350 litros cada.