Botucatu deverá ter em breve nova vacinação em massa contra a Covid, afirma André Spadaro

Saúde
Botucatu deverá ter em breve nova vacinação em massa contra a Covid, afirma André Spadaro 19 novembro 2021

Ação para dose de reforço poderá ser feita entre dezembro e janeiro

Foto: Malu Ornelas/Acontece Botucatu

Botucatu deverá ter uma nova vacinação em massa contra a Covid, que poderá ser realizada até 08 de janeiro. A informação foi reforçada nesta sexta-feira, dia 19, pelo Secretário de Saúde, André Spadaro, ao Acontece Botucatu.

De acordo com Spadaro, já há conversas com o Ministério da Saúde para que as doses sejam liberadas de uma só vez, pois Botucatu participa de um estudo clínico que já realizou duas campanhas em massa.

No dia 16 de maio Botucatu vacinou 67 mil adultos com a primeira dose do imunizante da AstraZeneca e na semana seguinte mais 5 mil pessoas que faltaram na ação. Já na segunda fase, em 08 de agosto, foram 60 mil doses aplicadas.

No país a vacinação ocorrerá de forma gradual. Botucatu não deverá seguir esse tramite, já que a terceira dose estaria dentro do estudo clínico Oxford/AstraZeneca/Fiocruz/Unesp/Ministério da Saúde.

 “Aqui em Botucatu nós temos uma característica peculiar, que é do estudo clínico. Então na verdade, diferentemente do que vai ocorreu em todo o país, você vai levar de 2 a 3 meses vacinando o público adulto (18 a 59 anos), por comorbidades, depois por faixas etárias, ou seja, de forma gradual, aqui em Botucatu nós temos essa característica do estudo clínico. Tivemos a primeira dose no dia 16 de maio e a segunda dose em 08 de agosto”, explicou Spadaro.

Vale lembrar que o prazo entre uma dose e outra foi reduzido de 6 meses para 5 meses. Botucatu já vem vacinado com o reforço os idosos, profissionais da saúde, segurança e educação e imunossuprimidos, o que reduziria a quantidade a ser fornecida em uma nova ação em massa.

Spadaro durante vacinação em Botucatu

“Isso que nós estamos discutindo agora, conversando com o Ministro da Saúdo, Marcelo Queiroga, para definir a estratégia dessa vacinação em massa com a terceira dose em Botucatu. Nós precisamos receber esse quantitativo de doses de uma vez só, pois no dia 08 de janeiro vence esse prazo de 5 meses. De um dia para o outro você tem de 65 a 70 mil pessoas que se enquadrariam nesse cenário do reforço. Então, esperamos que até o dia 08 de janeiro possamos realizar essa ação, nos moldes do que foi feito anteriormente, ou seja, usando as escolas, colégios eleitorais e ginásios. Essa é a nossa ideia”, colocou André Spadaro.

A estimativa, segundo o secretário, é que sejam liberadas pelo Plano Nacional de Imunização aproximadamente 60 mil doses para a aplicação em massa do reforço de uma vez. A data prevista pode, inclusive, ser antecipada.

E esse possível, até antecipar essa data um pouco, tendo em vista que janeiro é um período de férias, com muitas pessoas fora as cidade, os próprios profissionais de saúde estão de férias e isso traria alguma dificuldade de realizar uma ação tão grande com 2,5 mil funcionários”, completou Spadaro.

Estudo de efetividade  

Foto Malu Ornelas/Acontece Botucatu

A imunização faz parte do projeto do estudo da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca, Universidade de Oxford e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), elaborado pela parceria entre a Prefeitura, Ministério da Saúde, Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, e Fundação Gates.

Todo o processo de cadastro e vacinação em Botucatu teve o acompanhamento e auditoria realizadas pelas Forças de Segurança do Município (Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar), OAB Botucatu, Justiça Eleitoral, Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo.

Relembre o documentário 16 de Maio do Acontece Botucatu

Documentário: “16 de Maio – O dia em que Botucatu foi imunizada” – YouTube

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
FREIRE MOTOS
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO