Vacinação em massa com dose de reforço contra a Covid em Botucatu será no domingo, 19/12

Saúde
Vacinação em massa com dose de reforço contra a Covid em Botucatu será no domingo, 19/12 23 novembro 2021

Doses foram conquistadas após reuniões de Pardini e Spadaro em Brasília

Foto: Malu Ornelas/Acontece Botucatu

Está confirmado. A vacinação em massa com dose de reforço contra a Covid em Botucatu será em 19/12, um domingo. A informação foi dada nesta terça-feira, 23, início da noite, pelo Prefeito Mário Pardini em publicação nas redes sociais.

Pardini viajou na noite de segunda-feira, 22, em companhia do Secretário de Saúde, André Spadaro, para uma missão em Brasília. Conseguir as doses de vacina contra a Covid necessárias para mais uma ação com a toda a população adulta do município, desta vez como reforço na imunização.

A missão teve êxito. Em reunião hoje com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ficou decidido que a quantidade necessária para imunizar toda a população adulta do município será destinada de uma vez só pelo Plano Nacional de Imunização.

A ação será realizada nos mesmos moldes das duas anteriores. Os colégios eleitorais serão usados para a vacinação. De 60 a 70 mil pessoas entre 18 e 59 anos estarão aptas para esse processo de imunização.

“Dia importante e de definições no Ministério da Saúde. A dose de reforço em massa para toda a população adulta de Botucatu será realizada no dia 19/12, domingo, no mesmo modelo adotado na primeira e segunda doses em massa. Em um momento que a Europa se mostra o epicentro de novas ondas de COVID-19, a imunidade de nossos cidadãos será reforçada, trazendo mais segurança e esperança às vésperas das festividades do final de ano”, disse Mário Pardini.

André Spadaro, Marcelo Queiroga e Mário Pardini em Brasília (Foto: Celso Leme)

Como Botucatu participou de um estudo de efetividade da vacina Oxford/AstraZeneca, a imunização deve ser realizada em apenas uma data, ao contrário do que ocorre no país, que lentamente vai imunizando a população com a terceira dose. O reforço tem que ser aplicado após 5 meses, segundo o Ministério da Saúde, mas como Botucatu aplicou as doses de uma só vez, a ação tem que ser repetida em dezembro.

O município já realizou duas campanhas em massa. No dia 16 de maio Botucatu vacinou 67 mil adultos com a primeira dose do imunizante da AstraZeneca e na semana seguinte mais 5 mil pessoas que faltaram na ação. Já na segunda fase, em 08 de agosto, foram 60 mil doses aplicadas.

 “Aqui em Botucatu nós temos uma característica peculiar, que é do estudo clínico. Então na verdade, diferentemente do que vai ocorreu em todo o país, você vai levar de 2 a 3 meses vacinando o público adulto (18 a 59 anos), por comorbidades, depois por faixas etárias, ou seja, de forma gradual, aqui em Botucatu nós temos essa característica do estudo clínico. Tivemos a primeira dose no dia 16 de maio e a segunda dose em 08 de agosto”, explicou Spadaro.

Vale reforçar que o prazo entre uma dose e outra foi reduzido de 6 meses para 5 meses. Botucatu já vem vacinando com o reforço os idosos, profissionais da saúde, segurança e educação e imunossuprimidos, o que reduziria a quantidade a ser fornecida em uma nova ação em massa.

Ainda não está decidido qual vacina será aplicada. Nos públicos prioritários Botucatu está aplicando Pfizer e AstraZeneca. A estratégia de entrega dessas doses serão discutidas nos próximos dias.

Spadaro durante vacinação em Botucatu

“Isso que nós estamos discutindo agora, conversando com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para definir a estratégia dessa vacinação em massa com a terceira dose em Botucatu. Nós precisamos receber esse quantitativo de doses de uma vez só. De um dia para o outro você tem de 65 a 70 mil pessoas que se enquadrariam nesse cenário do reforço. A ação será nos moldes do que foi feito anteriormente, ou seja, usando as escolas, colégios eleitorais e ginásios. Essa é a nossa ideia”, disse ao Acontece Botucatu na última semana André Spadaro.

A estimativa, segundo o secretário, é que sejam liberadas pelo Plano Nacional de Imunização de 60 mil a 70 mil doses para a aplicação em massa do reforço de uma vez.

Estudo de efetividade

Foto Malu Ornelas/Acontece Botucatu

A imunização em massa nas duas primeiras doses fez parte do projeto do estudo da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca, Universidade de Oxford e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), elaborado pela parceria entre a Prefeitura, Ministério da Saúde, Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, e Fundação Gates. A ação colocou Botucatu em outro patamar, liderando todas as estatísticas no país, atraindo a atenção inclusive de novos investimentos.

Todo o processo de cadastro e vacinação em Botucatu teve o acompanhamento e auditoria realizadas pelas Forças de Segurança do Município (Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar), OAB Botucatu, Justiça Eleitoral, Ministério Público e Tribunal de Justiça de São Paulo.

Relembre o documentário 16 de Maio do Acontece Botucatu

Documentário: “16 de Maio – O dia em que Botucatu foi imunizada” – YouTube

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO