Atividades do Outubro Rosa começam neste final de semana

A Secretaria Municipal de Saúde já está com a programação pronta para mais uma edição do “Outubro Rosa”, mês dedicado a prevenção do câncer de mama. Em Botucatu, as atividades são realizadas em parceria com o Centro de Doenças da Mama desde 2010.

A abertura das atividades será neste domingo, 30, durante o evento “A Avenida é Sua”. Das 8 às 12 horas serão realizadas várias ações de conscientização e cuidado das mulheres como aferição de pressão arterial e exames de glicemia, orientações sobre autoexame das mamas, alerta para o agendamento da mamografia por meio das Unidades de Saúde e orientações sobre saúde sexual e reprodutiva.

Às 10h30 será realizada uma pequena caminhada em incentivo à Campanha Outubro Rosa. A concentração sairá do palco onde há aulas de zumba e descerá a avenida até a Pinacoteca.

Ao longo do mês de outubro, todas as Unidades de Saúde irão desenvolver ações de prevenção e orientação sobre câncer de mama, sensibilizando a população quanto à necessidade de todas as mulheres com mais de 40 anos realizarem o exame de mamografia.

“Durante o mês de setembro houve a atualização sobre o rastreamento do Câncer de Mama para os profissionais da rede de Atenção Básica. Dessa forma, os profissionais estão aptos a auxiliar as mulheres sobre a necessidade do exame nas mamas”, explica André Spadaro, Secretário Municipal de Saúde.

As mulheres interessadas em fazer o exame de mamografia devem procurar uma unidade de saúde e solicitar o encaminhamento para o Centro de Doenças da Mama.

Sobre o Outubro Rosa

Outubro Rosa é um movimento mundial criado em 1997 na Califórnia (EUA) e que se espalhou por todo o mundo. A ação tem como objetivo dar visibilidade às iniciativas de enfrentamento do câncer de mama e promover a consciência sobre a importância do diagnóstico precoce para ampliar as chances de cura para a doença.

O câncer de mama é o mais temido pelas mulheres devido à sua alta frequência e, sobretudo, pelos seus efeitos que afetam a sexualidade e a própria imagem feminina. A doença é relativamente rara antes dos 35 anos de idade, mas acima desta faixa etária sua incidência cresce progressivamente.

Em 2018, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que surgiram cerca de 57.700 casos novos no Brasil, com quase 15.000 óbitos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde a década de 60 houve um aumento de 10 vezes na incidência do câncer de mama, por isso a necessidade do diagnóstico precoce por meio da mamografia. O câncer de mama, quando diagnosticado precocemente, possui uma taxa de cura próxima a 100% e requer tratamentos mais simples.

Serviço:

Secretária Municipal de Saúde

Rua Major Matheus, 07 – Vila dos Lavradores

Telefone: 3811-1100