Alunos do ensino médio recebem orientações sobre saúde sexual e reprodutiva

 

O Projeto de Extensão “Saúde sexual e reprodutiva: educação em saúde e prevenção de DST e Aids para jovens e adolescentes” em parceria com a Liga Acadêmica de Saúde Sexual e Reprodutiva (SASERE), ambos da Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP, desenvolveram ações educativas em 2017 na escola estadual “E.E. Dom Lúcio de Oliveira”, em Botucatu. Para a realização dessas atividades, os alunos do projeto de extensão e da SASERE receberam capacitação para a correta abordagem da temática de sexualidade de DST/aids na escola, assim como a organização de materiais e planejamento das visitas.

Participaram destas atividades a aluna bolsista e 18 voluntários SASERE. As práticas educativas foram no nono ano do ensino fundamental, atingindo cerca de 70 alunos. As ações educativas foram realizadas no horário em que normalmente há a primeira aula do período da tarde na escola e foram realizadas em dias seguidos, de forma a manter uma ligação entre cada visita, proporcionando um trabalho contínuo com os jovens.

Ressalta-se que houve o desenvolvimento de metodologia dialógica de ensino aprendizagem; vivência de trabalho multiprofissional e interdisciplinar e de prática educativa; interação com estudantes do ensino fundamental de escola pública. Outra atividade foi a elaboração de um GIBI intitulado “Bullying: violência silenciosa” que surgiu a partir das demandas vindas da escola.

O projeto de extensão, juntamente com a Liga SASERE, também organizaram o evento “III Atualização em temas da saúde sexual e reprodutiva” que foi realizado em dois dias abordando os seguintes temas: “HIV no idoso: mito ou verdade?” e “Identidade de gênero: conceitos e reflexões”. Foram 50 participantes no curso.

Os discentes elogiaram a forma dinâmica das aulas e também a abertura de espaços para discussão sobre as temáticas propostas. Ressalta-se que essasatividades de extensão permite que os graduandos vivenciassem as práticas pedagógicas ativas e reflexivas, possibilitando crescimento pessoal e acadêmico, além de possibilitar a aproximação dos graduandos com demandas importantes da escola.

Um dos grandes reconhecimentos do trabalho desenvolvido pelo projeto de extensão foi a premiação do estudo intitulado “Da formação a ação: a experiência de extensão de graduandos a abordagem de saúde sexual e reprodutiva e vulnerabilidade com adolescentes”, como o melhor trabalho apresentado no 15° Congresso de Saúde Pública – Regional Botucatu – 2° Mostra de Atenção Básica Botucatu de 2017.
O Projeto de Extensão e a Liga SASERE estão sob a coordenação da Profa Dra Rúbia de Aguiar Alencar – docente do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP e conta com o apoio da Profa Dra Margareth Aparecida S. de Almeida, docente do Departamento de Saúde Pública. Maiores informações pelo e-mail: rubia@fmb.unesp.br.