Alunos de Medicina e Enfermagem da Unesp em Botucatu ajudam na prevenção à COVID-19

As aulas presenciais foram suspensas na Universidade Estadual Paulista (Unesp), mas muitos alunos da Faculdade de Medicina, do campus de Botucatu, atenderam ao chamado do edital para participar de ações de extensão, visando a fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) e atuar na prevenção à pandemia da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Sob a supervisão de docentes e preceptores, os estudantes dos últimos anos dos cursos de Enfermagem (em estágio prático) e Medicina (Internato) são designados para trabalhar em uma das três linhas da ação de extensão da faculdade: atenção primária, comunicação e vacinação.

Na atenção primária, além de receberem material de proteção individual, os estudantes são treinados para prestar atendimento à população nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em Botucatu.

Para a comunicação, os estudantes são capacitados a terem um diálogo de qualidade com a comunidade. Por meio das emissoras de rádio do município, são veiculadas pequenas mensagens sonoras com instruções e com respostas às perguntas encaminhadas pelos ouvintes. Os alunos também vão atuar na produção de conteúdos em vídeo para as redes sociais.

A primeira iniciativa realizada pelo grupo da comunicação foi a produção de materiais com informações para os serviços de motoboys e estabelecimentos comerciais que atuam com entregas feitas em domicílio.

Vacinação

A equipe de vacinação, por meio do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) do Hospital das Clínicas da cidade, concluiu a primeira etapa da Campanha de Vacinação de pessoas com mais de 60 anos e de profissionais da saúde. A cobertura alcançou 2.450 profissionais e 250 idosos internados ou em atendimento no Hospital das Clínicas.

O grupo aguarda o início da segunda etapa da campanha, destinada às pessoas portadoras de doenças crônicas e de profissionais das forças de salvamento e de segurança pública e que será realizada entre os dias 16 e 30 de abril.

“Nossa intenção ao estabelecermos as ações de extensão foi auxiliar nossos alunos da Faculdade de Medicina no seu processo formativo nesse período de suspensão de aulas presenciais e, ao mesmo tempo, levar conforto à população de Botucatu por meio da veiculação de esclarecimentos sobre essa grave pandemia e também reforçar a atenção básica em Botucatu”, explica o professor da Unesp e vice-coordenador do curso de Medicina Aristides Palhares.

Por assessoria FMB/Unesp – divulgação portal do Governo de SP