Agentes da Vigilância Ambiental em Saúde participam de curso de captura de abelhas

Agentes da Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) participaram de uma aula prática de captura de enxame de abelhas africanizadas na Fazenda Lageado. A aula foi lecionada pelo professor do Departamento de Produção Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp de Botucatu, Ricardo de Oliveira Orsi.

O grupo capturou um enxame que estava fixado em uma caixa de concreto próximo a uma colônia de moradores. Na oportunidade, os profissionais da VAS receberam novas informações e técnicas para captura de abelhas. A capacitação dos servidores do VAS é realizada por meio de uma parceria entre Prefeitura de Botucatu e o Departamento de Produção Animal da FMVZ há nove anos.

“Este trabalho desenvolvido em Botucatu é pioneiro, pois além de preservar as abelhas, que têm um papel de suma importância para o equilíbrio do ecossistema, reduz os riscos de acidentes causados por estes insetos”, explicou Valdinei Campanucci, Supervisor de Serviços de Saúde Ambiental e Animal.

Em 2018, a VAS já atendeu mais de 400 solicitações de retirada de enxames de abelhas africanizadas. A Vigilância orienta que as abelhas não devem ser exterminadas. A população pode acionar a VAS para a remoção de enxames por meio do telefone (14) 3813-5055.