Tempestade provoca estragos e deixa família ilhada dentro de carro em Bauru

Região
Tempestade provoca estragos e deixa família ilhada dentro de carro em Bauru 29 dezembro 2021

Bauru foi atingida, na tarde desta terça-feira (28), por uma das mais intensas chuvas de 2021. Além dos tradicionais pontos de alagamento, a força da água das enxurradas assustou a população e deixou estragos em vários pontos. A Nações Unidas, inclusive, teve parte do asfalto arrancado na altura do viaduto da antiga Fepasa e só deve ser desinterditada na manhã desta quarta (29).

A mesma avenida foi palco de uma das situações mais desesperadoras do temporal: um carro com uma família inteira, inclusive um bebê de apenas um mês, ficou ilhado e os cinco ocupantes precisaram ser resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

O fato ocorreu na altura da quadra 15 da Nações, quando o HB20 sedã ficou preso na enchente e a água começou a subir. “Foi muito desesperador. No carro, havia várias pessoas, inclusive crianças e um bebê de apenas 1 mês”, conta Ana Carolina Mojioni, de 45 anos, proprietária de uma garagem de automóveis bem em frente ao local em que o carro ficou ilhado.

Foi ela, inclusive, que ligou para o socorro. “Um pessoal de outra empresa até se amarrou em uma corda e queria ajudar. Mas, a força da água estava muito forte. De todo o tempo que estamos aqui, nunca vi a água tão forte desse jeito”, comenta.

O Corpo de Bombeiros chegou e conseguiu resgatar toda a família, sem ferimentos. “Os bombeiros que vieram e fizeram o resgate disseram que já estavam saindo do turno. Diante de tanto chamado, eles vieram ajudar. Inclusive, um deles chegou a perder o celular. Ficamos sensibilizados e o pessoal até está pensando em cotizar para comprar um celular para ele, para retribuir o ato heroico”, completa Ana Carolina.

Além desse susto, a chuva de ontem deixou ainda vários estragos pela cidade. Também na av. Nações Unidas, em frente ao Teatro Municipal, um carro que estava em via pública ficou praticamente submerso na enxurrada e chegou a ser arrastado por alguns metros.

Também houve inundação nos demais pontos já conhecidos, como na própria Nações sob o viaduto da antiga Fepasa, na rotatória da av. Comendador José da Silva Martha e na av. Nuno de Assis, onde a calha do Rio Bauru não suportou o volume de água e transbordou. Segundo a Defesa Civil, casas em vários pontos da cidade foram afetadas pela enxurrada.

A tempestade derrubou o muro de um residencial na Vila Pacífico, além de várias árvores de grande porte na quadra 24 da rua Antônio Alves, na Vila Universitária, no Parque Jaraguá, no Jardim Bela Vista, no Octávio Rasi e no Pousada da Esperança. De acordo com a CPFL, as quedas deixaram os bairros sem energia. Na noite de ontem, a companhia informou, por meio de nota, que “mobilizou seus recursos e equipes para a recomposição da rede elétrica, com objetivo restabelecer o fornecimento da forma mais breve possível”.

Na Vila Industrial, uma família ficou desalojada após uma árvore cair sobre a casa onde moram. A Defesa Civil informou que os moradores não se feriram e foram acolhidos pela prefeitura.

‘DE UMA SÓ VEZ’

De acordo com o Centro de Meteorologia de Bauru (IPMet), até as 23h20 de ontem, havia chovido 42,4 milímetros na cidade. Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Marcelo Ryal, o diferencial desta tempestade foi que ela atingiu toda a área urbana e rural do município.

“Nós já tivemos chuvas muito mais fortes e volumosas aqui, de até 80 milímetros, porém, eram isoladas, em alguns pontos da cidade. Mas, hoje (ontem), tivemos uma grande quantidade de água sendo descarregada em toda a área da cidade de uma só vez, fato que deixou a enxurrada tão violenta e provocou tantos estragos e alagamentos em todo o município”, conclui Ryal.

Fonte: JCNET

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
FREIRE MOTOS
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO