Setor de alimentação e bares em Bauru e região terão mais restrições em novo decreto

 

Os bares, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e outros estabelecimentos do setor de alimentação terão mais restrições de funcionamento a partir de terça-feira (23). Ficará permitida apenas os sistemas delivery e drive thru, ou seja, apenas com a entrega na casa do cliente ou retirada no balcão. Em reunião com outros municípios na manhã deste domingo (21), o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB) definiu novas regras para o controle da pandemia de coronavírus, que vem crescendo na região.

O comércio de rua e os shoppings permanecerão em funcionamento por até seis horas diárias, de segunda a sexta-feira. Já os salões de beleza, manicures, cabeleireiros e barbearias também poderão atender, mas por quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira, com apenas um cliente por vez e com hora marcada. Os serviços essenciais, como supermercados, farmácias, postos de combustível, casas de ração e padarias, poderão continuar funcionando sem restrições de horário, mas seguindo os critérios já praticados de higiene, com a disponibilização de álcool gel, ventilação natural dos ambientes e limpeza mais frequentes de todos os espaços.

Um decreto estabelecendo as novas regras deve ser publicado nesta segunda-feira (22), valendo a partir de terça-feira. Novas modificações podem ocorrer durante os próximos dias, conforme a evolução dos casos em Bauru. O prefeito Gazzetta apresentou as mudanças aos vereadores, e avisou que se apenas os dados de Bauru fossem considerados, o município já poderia ir para a fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo. Por enquanto, toda a região continua na fase laranja, onde é permitida a abertura de outros setores. Confira como ficará a situação em cada setor.

ALIMENTAÇÃO

A maior alteração a partir do novo decreto será para os estabelecimentos do setor de alimentação. Até esta semana, podiam abrir ao público, por no máximo quatro horas por dia. A partir de terça-feira, só poderão funcionar nos sistemas delivery e drive thru, sem limitação de horário, em todos os dias da semana. Desta forma, as entregas devem ser retiradas no balcão, ou levadas até a casa dos clientes.

COMÉRCIO

Para o comércio de rua e shoppings, continua em vigor o mesmo da última semana. As lojas poderão abrir por até seis horas diárias, de segunda a sexta-feira, devendo fechar aos finais de semana. O comércio de rua pode funcionar das 10h às 16h, e os shoppings das 14h às 20h.

SALÕES DE BELEZA

Os salões de beleza, manicures, cabeleireiros e barbearias poderão abrir por até quatro horas diárias, como já estava permitido, das 15h às 19h, de segunda a sexta-feira, fechando aos finais de semana. Mas a partir desta terça-feira, as portas terão que ficar fechadas, recebendo apenas um cliente por vez, com hora marcada.

SERVIÇOS ESSENCIAIS

Os serviços essenciais continuam da mesma forma, sem restrição de horário, mas devendo seguir todas as regras de controle. São considerados serviços essenciais os supermercados, farmácias, postos de combustível, açougues, padarias, casas de ração, igrejas, bancos, lotéricas e serviços da construção civil.

ACADEMIAS

O novo decreto vai proibir o funcionamento das academias. Até esta semana, os estabelecimentos podiam receber pessoas com indicações de tratamento médico, porém a partir de terça-feira, todos os serviços das academias serão suspensos.

Fonte: Jcnet