São Manuel também instala tendas em agências da Caixa durante saques emergenciais

 

Foto Prefeitura de São Manuel

A quadra da tradicional Rua XV de Novembro, onde se encontra a agência da Caixa Econômica Federal em São Manuel, ficará interditada pelo tempo suficiente, durante esta pandemia, para que as pessoas que necessitem do atendimento da instituição financeira, possam receber com mais conforto o Auxilio Emergencial, o seu Seguro-Desemprego ou ainda realizar o saque do seu FGTS.

O prefeito Ricardo Salaro, diante das enormes filas formadas na Rua XV e ruas adjacentes nos últimos dias, viu que a Caixa Econômica Federal não teria condições de acabar com as mesmas de forma rápida e, que ainda, a consequente e perigosa aglomeração de pessoas está colocando em risco a contaminação de pessoas pelo coronavirus.

Diante desse quadro e com a finalidade de proporcionar mais conforto, comodidade, segurança e condições dignas às centenas de pessoas que estão se dirigindo diariamente a instituição financeira, em busca do recebimento do seu Auxilio Emergencial, distribuído pelo governo federal, a partir da manhã desta segunda-feira, dia 4, determinou a interdição da quadra do banco na Rua XV de Novembro e armou tendas, com cadeiras, pessoal preparado para a higienização com álcool e gel e distribuição de água, sendo o atendimento presencial da agência de responsabilidade exclusiva do próprio banco.

A medida visa atender de forma organizada o fluxo das pessoas, com espaçamento entre elas, mesmo sentadas; que necessariamente devem usar máscaras, para que possam receber o Auxílio Emergencial; pessoas essas dos Municípios de São Manuel, Pratânia e Areiópolis.

Foram instaladas tendas que poderão abrigar cerca de 250 pessoas sentadas, com espaçamento seguro e suficiente, conforme orientação do Comitê COVID-19 do Município;

A interdição da quadra da Rua XV de Novembro, entre a Caixa Federal até a esquina do Museu (XV de Novembro com a Gomes de Faria) não irá causar prejuízo aos moradores do local e aos acessos para os estabelecimentos comerciais que se encontram abertos, atendendo as vendas permitidas dos serviços essenciais.

Essa é uma operação conjunta entre as Diretorias Municipais determinada pelo prefeito Ricardo Salaro, mesmo tendo o Ministério Público recomendado a Caixa Econômica Federal que a responsabilidade pela organização das filas externas e internas da agência, seria da própria instituição financeira.

“Sabemos que a estrutura de funcionários da agência da Caixa aqui em São Manuel não dispõe de um quadro de funcionários suficiente para proporcionar um serviço que atenda a pessoa com a mínima comodidade. Daí resolvemos colaborar, dentro de novos limites e iremos prestar mais este serviço à população, que necessita deste Auxilio Emergencial”, disse o prefeito.

As Diretorias de Finanças, Segurança, Promoção Social, Gestão e Serviços, Cultura, Saúde, Comunicação e Turismo estarão diariamente coordenando a organização dos trabalhos de apoio à população na parte externa da instituição com o objetivo de melhor acomodá-la.