São Manuel sedia curso regional de formação de agentes comunitários de saúde

Encontros serão semanais e reunirão agentes de seis cidades da região

Nesta quarta-feira, 18, teve início o curso de formação dos agentes comunitários de saúde em São Manuel. O evento é uma realização da Diretoria Municipal de Saúde –  atendendo a uma exigência da Diretoria Regional de Saúde –, baseado no método de ensino do CEFOR (Centro Formador de Pessoal para a Saúde) que fica localizado na cidade de Assis.

Até o início do mês de março, os agentes de saúde se reunirão semanalmente no salão da Clembesc (Creche Dona Leonor Mendes de Barros e Educandário Santa Constança) para uma troca de experiências e capacitação profissional. Ao todo, foram inscritos 36 profissionais de seis cidades da região (Porangaba, Igaraçu do Tietê, Torrinha, Pratânia, Bofete e São Manuel).

Durante o curso, os participantes farão um estudo aprofundado das atribuições que envolvem a prática da função do agente comunitário de saúde, tais como a ética, humanização, acolhimento, mapeamento, territorialização e políticas de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Este curso visa o empoderamento da profissão. O que vemos é que tanto a comunidade quanto os profissionais não tem noção do que é, de fato, ser um agente comunitário de saúde, e nosso objetivo é fortalecer a sua atuação junto às comunidades”, argumenta Patrícia Rossanesi de Moraes, enfermeira e coordenadora do curso.

Esta é a primeira vez que São Manuel recebe um curso específico neste segmento. Além do conhecimento teórico, os agentes também participam de dinâmicas que tornam os encontros ainda mais produtivos. Haverá, ainda, a participação de especialistas convidados que ministrarão palestras de acordo com o tema a ser tratado.

Nesse primeiro módulo, a enfermeira Letícia Toledo falou sobre a Estratégia da Saúde da Família. “Os agentes são os olhos da equipe de saúde, afinal, eles estão nas casas vendo a realidade dos moradores e nos trazem as informações necessárias para que possamos aprimorar o atendimento nas unidades. Enfim, são fundamentais para uma saúde mais completa no município”, explica.

Entre os participantes, estiveram presentes André Messias e Regiane dos Santos, ambos agentes comunitários de saúde há 5 anos na Vila São Geraldo, em São Manuel, e que pela primeira vez estão tendo a oportunidade de adquirir tamanho conhecimento.

“Logo no primeiro módulo já aprendi uma maneira melhor de abordar as pessoas e ter um olhar mais clínico no atendimento que prestamos. Já me sinto um profissional melhor”, comemorou André. Para Regiane, descobrir a importância de sua função foi um fator motivacional. “Cada família é um caso específico e precisamos cada vez mais prestar um atendimento humanizado, pois estamos dentro das casas das pessoas para fazer um trabalho muito importante que é o preventivo”, concluiu.