Sabesp pede economia de água em São Manuel

Em razão da falta de chuva e queda na vazão dos mananciais, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) está pedindo para que a população de São Manuel economize água para evitar o risco de desabastecimento. A empresa também anunciou obras emergenciais que deverão reforçar a oferta de água no município à curto e médio prazos (leia mais abaixo).

“A estiagem que está atingindo a região e o aumento de consumo por conta da pandemia e das altas temperaturas têm diminuído a vazão dos mananciais de água e sobrecarregado os sistemas que abastecem os municípios”, afirma a companhia em nota.

Segundo a Sabesp, na cidade, existem três captações superficiais – duas no Córrego Pimenta e uma no Córrego Paraíso, além de dois poços profundos do Aquífero Guarani. “Neste momento, todos os sistemas estão operando com capacidade máxima para maior garantia do abastecimento”, diz.

“A empresa vem monitorando periodicamente a vazão de água das captações existentes, além de buscar outras alternativas de aumento da disponibilidade hídrica para o enfrentamento da estiagem nesse período de pouca chuva. Porém, o comportamento desses mananciais depende dos índices de chuvas”.

OBRAS

De acordo com a Sabesp, algumas obras emergenciais vão reforçar o fornecimento de água em São Manuel, garantindo segurança hídrica para mais de 40 mil habitantes da área urbana. Entre elas, estão a construção de três novas captações – uma no Ribeirão Paraíso, uma na Lagoa do Horto e uma na Lagoa do Bambuzinho.

“Essas novas captações irão proporcionar um acréscimo de vazão de aproximadamente 32 litros de água por segundo, ampliando a capacidade de produção dos atuais 80 litros de água por segundo para 112 litros de água por segundo”, diz. A previsão é de que essas captações entrem em operação nesta quarta-feira (16).

A empresa também anunciou a perfuração de um novo poço artesiano próximo à captação do Paraíso, com previsão de conclusão até o segundo semestre de 2021. “Estão sendo investidos R$ 802 mil nessa obra, cuja vazão estimada de projeto é de aproximadamente 40 litros de água por segundo”, revela.

Fonte: Jcnet