Queijo de Pardinho recebe novo prêmio como melhor do mundo

O sucesso dos queijos brasileiros no Mondial du Fromage, na cidade de Tours (França), estabeleceu uma nova era no setor. E a prova disso foi a edição 2019 do Mundial do Queijo do Brasil, que aconteceu no último fim de semana, em Araxá, interior de Minas Gerais.

Foram degustados mais de mil queijos de diversos países, com destaque para a região da Serra da Canastra, que já ganharam o merecido reconhecimento internacional. Somente na categoria Super Ouro – que indica duas medalhas de ouro em avaliações realizadas em anos distintos – foram 20 selecionados, entre eles o queijo “Mandala”, que é produzido em Pardinho.

A Guilde Internationale des Fromagers, associação de origem francesa com cerca de 6.500 profissionais queijeiros no mundo todo, esteve presente no evento com 17 representantes.

Entre eles estava o presidente Roland Barthélemy, um dos maiores nomes do ramo, que concedeu uma entrevista exclusiva para a Menu, falando sobre a qualidade dos queijos brasileiros e seu projeto de criar um centro de formação no País.

Confira todos os premiados no Mundial do Queijo do Brasil 2019, em Araxá-MG:

Super Ouro
Laticínios Cruziliense – queijo Estrada Real
Queijo com Arte Fazenda Santa Luzia – queijo Tropeiro
Leiteria e Laticínios Pardinho Artesanal – queijo Mandala, 10 meses de maturação
Valdeir Martins – queijo Precioso do Rancho Seleção
Cooperativa Agropecuária do Vale do Sapucaí – queijo parmesão Coopervass
Queijo Cana Velha – maturado com café
Helder Falcão Aragão Bumerangue – queijo Falcão Tríade
Leiteria e Laticínios Pardinho Artesanal – queijo Cuesta, 8 meses de maturação
Queijo com Arte Fazenda Santa Luzia – queijo Dionísio
Laticínio Sítio Água Fria – queijo azul, 70 dias de maturação
Queijo Datas – queijo Guzerá, 120 dias de maturação
Raphael Augusto de Moura Soares – queijo camembert
Serra das Antas Na Morada – queijo tipo taleggio
Christophe e Zeide Queijos Artesanais – queijo Mimo da Serra
Reinaldo Padilha Pimenta – queijo do Rei
Lac Lélo – nata
Caseifício Sepertino – queijo BRA, 1 ano de maturação
Kris Lloyd – queijo Ant Hill, 20 dias de maturação
Maison Lorho – queijo Comte reserve
Maison Lorho – queijo Fougerus

Outra premiação

Queijo em Pardinho

O Mondial du Fromage avaliou queijos de mais de 15 países, considerando critérios como aparência, sabor e textura. Entre os brasileiros premiados, está o Pardinho Artesanal, produzido no município da Cuesta pelo produtor Bento Mineiro, na Fazenda Sant’Anna.

O queijo Cuesta ganhou a medalha super ouro, a maior do concurso, e o Mandala levou a medalha de prata. Apenas outros três produtores de Minas Gerais conquistaram a premiação máxima: Vale da Gurita, Santuário do Mergulhão e Queijo do Ivair.

Ao todo, queijeiros de quatro estados brasileiros (São Paulo, Minas Gerais, Paraíba e Pará) saíram do concurso com mais de 50 medalhas, entre super ouro, ouro, prata e bronze. A maior parte dos premiados é de Minas Gerais.

Informações do site Globo Rural e Revista Menu