Provável homem mais velho do mundo morre em Bauru

Fotos: Aceituno Jr./JC Imagens

Morreu, na manhã dessa quarta-feira (20), em Bauru, aquele que pode ter sido o homem mais velho do mundo. José Aguinelo dos Santos completou 129 anos no último dia 7 de julho, conforme apontava seu registro feito por meio de idade presumida. O comunicado de sua morte foi emitido pela Vila Vicentina, entidade na qual ele passou as últimas quatro décadas de sua longeva vida.

Aguinelo morreu de causas naturais no leito das instalações da Vila Vicentina às 9h40. “Foi uma passagem serena”, disse o presidente da entidade, Sergio Luiz Hungaro, por meio de nota emitida pela assessoria de comunicação.

O velório segue até as 10h desta quinta-feira (21) na própria Vila Vicentina, quando o corpo de Aguinelo será sepultado no Cemitério do Jardim Redentor. A entidade destaca que tanto o velório quanto o enterro são restritos a amigos e funcionários com que Aguinelo conviveu nesses últimos anos.

Filho de escravos e quilombola nascido dois meses depois da abolição da escravatura, José sempre demonstrou impressionante vitalidade, mesmo sendo um fumante inveterado.

Ele, inclusive, foi tema de várias reportagens do JC. No ano passado, uma delas retratou a incrível recuperação de Aguinelo após quebrar o fêmur e passar por cirurgia.

RECORDE?

José Aguinelo dos Santos possui registro com idade presumida, obtido apenas em 2001 pela Vila Vicentina com base em documentos encontrados com a ajuda da Justiça, já que ele perdeu contato com a família, nunca se casou ou teve filhos.

Na sua certidão de nascimento, lavrada no Cartório de Bauru, está escrito que o idoso nasceu em Juazeiro, na Bahia, em 7 de julho de 1888. Já em seu registro de identidade, consta que ele é natural de Pedra Branca, no Ceará.

A única forma de comprovar a idade de José era por meio de teste de datação por carbono 14, com custo estimado de R$ 50 mil, o que sempre esteve fora das condições financeiras da Vila Vicentina.

Em 2014, após matéria publicada pelo JC, o jornal britânico The Telegraph divulgou a história do morador de Bauru, ressaltando a possibilidade de ele ser a pessoa mais velha do mundo ainda viva. Oficialmente, até 15 de setembro deste ano, segundo o Guinness World Records, a pessoa mais velha do mundo era a jamaicana Violet Moss-Brown, com 117 anos. Com a morte dela naquela data, o título ficou em aberto para pesquisa de especialistas.

Fonte: JCNET