Parte de muro de empresa desaba e mata pedestre na área central de Jaú

Vendedor de doces estava passando pelo local quando foi atingido na tarde desta sexta-feira (24). Prefeitura diz que reforma no prédio estava sendo realizada sem a autorização do Executivo.

Um vendedor de doces de 49 anos morreu atingido por parte de um muro que caiu no centro de Jaú (SP), na tarde desta sexta-feira (24).

Conforme apurado, Paulo Sérgio Ananias estava passando pela rua Amaral Gurgel, quando foi atingida pela estrutura que é uma antiga casa de massas. A vítima não resistiu aos graves ferimentos e morreu no local.

O corpo foi levado para o IML. Velório será na noite desta sexta-feira (24) e o enterro neste sábado (25) no Cemitério Municipal.

Parte do muro também caiu sobre um caminhão que estava parado. Não havia ninguém no veículo.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil foram acionadas no local e pretendem demolir a obra o quanto antes para evitar novos desmoronamentos. A Defesa Civil verificou que foram retiradas vigas de sustentação, o que pode ter levado à queda do muro.

Ainda segundo o órgão, vizinhos da empresa terão que ser retirados das casas e devem ficar em um hotel até que seja seguro o retorno para os imóveis.

Em nota, a prefeitura informou que os proprietários do prédio haviam dado entrada em processo junto à Prefeitura solicitando autorização para reforma, que ainda não havia sido autorizada.

“Mesmo sem autorização da prefeitura, os proprietários deram início à reforma. A Prefeitura lamenta e se solidariza com a família da vítima. A Prefeitura dará sequência às medidas cabíveis relacionadas ao caso”, informou.

Já a defesa da empresa afirma que a obra era realizada com autorização.