Novos pedágios na SP-255 terão preços de R$ 4,19 e R$ 6,91

 

Trecho da Jaú-Barra: praça de pedágio deve começar a funcionar dentro de um ano (Foto Ricardo Recchia)

Os preços dos pedágios da Rodovia dos Calçados (SP-255) na região de Jaú foram estimados pela primeira vez ontem, em reunião da Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa. Os valores praticados nas praças vão variar entre R$ 4,19 e R$ 6,91, dependendo do estágio de conclusão das obras de duplicação – que começaram na semana passada.

Durante a reunião, o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), Giovanni Pengue Filho, ouviu sugestões de políticos e moradores da região a respeito da melhor forma de cobrança dos pedágios. Como as praças ficarão entre Jaú e Barra Bonita e Jaú e Araraquara, a cidade ficará praticamente ilhada em rodovias pedagiadas, com exceção da SP-304 (que liga a Bariri e a Mineiros do Tietê).

O presidente da Frente Parlamentar da Duplicação da SP-255 em Jaú, vereador Roberto Carlos Vanucci (PSB), comentou a possibilidade de adoção do sistema de cobrança “ponto a ponto”, já utilizado na região de Campinas. Por esse modelo, o usuário paga de acordo com a quilometragem desenvolvida na viagem.

O presidente da Câmara de Barra Bonita, Niles Zambelo Júnior (PMDB), fez o pedido expresso ao chefe da Artesp.

Independentemente dos valores praticados, as praças de pedágio funcionarão depois de que parte do cronograma de obras for cumprida, pelo menos um ano após o início das intervenções.

Incapacidade

Durante o encontro, o presidente da comissão, deputado estadual João Caramez (PSDB), defendeu o regime de concessões. “O Estado é incapaz de cuidar desses investimentos. As 18 melhores rodovias do País estão em São Paulo”, argumentou o tucano.

Segundo ele, os projetos de concessão da Rodovia dos Calçados à ViaPaulista, do grupo Arteris, poderão ser revistos a cada quatro anos.

A comitiva de Jaú à Alesp contou ainda com os vereadores Vivian Soares (PSB) e Fábio de Souza (PMDB) e com membros do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), da base de apoio às rodovias Ideal PX e da ONG 1%.

A Frente Parlamentar estadual, presidida pelo deputado estadual Carlos Neder (PT), voltou a reforçar a necessidade de criação de frentes municipais. A próxima reunião do grupo será no dia 22 de janeiro, em Barra Bonita.

Fonte: Jornal Comércio do Jahu