Ministério Público abre inquérito para investigar causa do incêndio em Resort no interior de SP

Região
Ministério Público abre inquérito para investigar causa do incêndio em Resort no interior de SP 23 fevereiro 2022
Foto: Corpo de Bombeiros

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar a causa do incêndio no Mavsa Resort, que deixou 20 pessoas feridas na noite de segunda-feira (21), em Cesário Lange (SP).

A ocorrência foi registrada em um espaço reservado para shows e eventos, por volta das 23h. Segundo o Corpo de Bombeiros, os feridos foram levados para unidades de saúde de Cesário Lange e Tatuí, com queimaduras e por terem inalado grande quantidade de fumaça.

A promotora Ana Cláudia Dutra Cristofani instaurou inquérito civil e pediu no processo para que os envolvidos fossem notificados, além de solicitar à prefeitura documentos que comprovem a regularidade do empreendimento.

Já os responsáveis pelo hotel devem apresentar as licenças de funcionamento e do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documentos do prédio e informações sobre o ocorrido, inclusive, se foram usados artefatos pirotécnicos.

Além da apuração do MP, a Polícia Civil também está investigando o incidente. O delegado responsável pelo caso, Silvan Renosto, começou a intimar testemunhas para serem ouvidas.

A previsão é de que 15 pessoas prestem depoimento nos próximos dias, entre funcionários do hotel, bombeiros, policiais, agentes da Defesa Civil, representantes do resort e da banda, além de hóspedes.

Questionado pelo g1, o Mavsa informou que não tem novidades sobre o caso e que a perícia já está fazendo o trabalho dela.

“Vamos aguardar as investigações. Nossa prioridade agora é a saúde das pessoas que estão hospitalizadas. Estamos direcionando toda a nossa energia e todos os nossos esforços a eles”, completou a nota do hotel.

O resort também disse que a brigada de incêndio foi acionada para retirar as pessoas e que os feridos são funcionários do hotel e integrantes da banda que se apresentava no espaço. Não há hóspedes entre as vítimas.

“As causas do acidente estão sendo investigadas e o Mavsa está colaborando, efetivamente, com a perícia. O resort informa também que está prestando o suporte necessário para todos os atingidos e seus familiares”, completou a nota.

A prefeitura e os bombeiros informaram que a documentação e licenças do hotel estão em ordem. A Defesa Civil interditou apenas a área afetada e o hotel segue funcionando normalmente.

O laudo da perícia vai ajudar a polícia a identificar a causa do incêndio, e deve sair em 30 dias.

Tecladista queimado

O tecladista Antone Roberto Camargo, de 43 anos, que se apresentava junto com a banda Arquivo no Mavsa Resort teve 60% do corpo queimado durante o incêndio que atingiu o hotel.

Segundo a administração da Unidade Pronto Atendimento (UPA) de Tatuí, o músico, que toca há mais de 10 anos com a banda, teve queimaduras de 2º e 3º graus, que atingiram os membros superiores.

“O estado dele é gravíssimo. Estamos angustiados com toda essa situação e a única coisa que podemos fazer é correr para que ele tenha o suporte médico necessário”, conta a irmã do músico, Cintia de Fátima Camargo.

Por conta da gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para um hospital particular de Sorocaba nesta terça-feira (22).

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra parte do show momentos antes do fogo (assista acima). Cerca de 40 pessoas estavam no salão no momento do incidente.

Além do tecladista, Adriano Franklin, de 49 anos, que é cantor e baixista da banda, também teve ferimentos graves e foi transferido pelo convênio da UPA de Tatuí para um hospital particular de São Paulo.

Salão de eventos ficou destruído após incêndio em resort em Cesário Lange — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Salão de eventos ficou destruído após incêndio em resort em Cesário Lange — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Conforme apurado pela TV TEM, o local do incêndio foi evacuado rapidamente, mas os dois músicos voltaram para buscar instrumentos. Eles e mais quatro pessoas seguiam hospitalizadas até a manhã desta quarta-feira (23).

Investigação

De acordo com o boletim de ocorrência, as chamas se espalharam rapidamente pelo local devido ao material que revestia as paredes e o teto do prédio.

Os bombeiros informaram que uma das suspeitas é de que artefatos pirotécnicos tenham causado o incêndio, mas o espaço vai passar por perícia técnica e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Cesário Lange.

Fonte: Portal G1

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento