Lanche Bauru pode virar Patrimônio Nacional

 

Foto Internet

Um dos maiores divulgadores da cidade no Brasil e até no Exterior, o Sanduíche Bauru pode ser reconhecido oficialmente como Patrimônio Nacional. O deputado federal Capitão Augusto (PR) vai apresentar a proposta nesta semana, na Câmara Federal. Bauru é não apenas a terra do lanche como sedia a principal festa em que a receita original da iguaria é preservada e celebrada de forma beneficente – o Viva Bauru.

O lanche completa 80 anos de criação em 2017. A história começou com o bauruense Casimiro Pinto Neto, estudante de Direito na Faculdade do Largo do São Francisco (USP), em São Paulo, que criou a receita no Ponto Chic, e logo teve adeptos, com todos pedindo “o lanche do Bauru”, que assim foi se popularizando. Pão francês sem miolo, rosbife, queijo derretido em banho maria, picles e tomate.

E na cidade que empresta o nome ao lanche, acontece anualmente a maior festa do País dedicada ao Sanduíche Bauru, no aniversário de emancipação política do município, em 1 de agosto. A Festa do Sanduíche Bauru integra a programação do Viva Bauru, promovida pelo Jornal da Cidade, realizada pela Projeto Cidade, em parceria com a Prefeitura de Bauru e Rede Confiança de Supermercados, com muitos apoiadores. Há mais de 20 anos, reúne cerca de 100 mil pessoas em vários dias de festa no Parque Vitória Régia.

Em 2017, por exemplo, a festa vendeu 25 mil unidades do lanche (com a receita original), arrecadando R$ 323 mil, distribuídos entre 28 entidades assistenciais da cidade. Durante o Viva Bauru, o público ainda tem inúmeras atrações gratuitas, como o corte do “Big Bolo”, shows e apresentações artísticas.

RECONHECIMENTO

A festa do Sanduíche Bauru ajudou a resgatar a tradição do lanche. Nos últimos anos a prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, também certifica estabelecimentos que vendem o legítimo Bauru, seguindo a receita original. Bares e restaurantes da cidade e de fora podem ser credenciados.

Para o deputado federal Capitão Augusto, o projeto de lei tem o objetivo de dar reconhecimento oficial a algo que já é apreciado pelas pessoas. “O acarajé e a feijoada se tornaram Patrimônio Nacional, e queremos fazer isso com o Sanduíche Bauru, que leva o nome da cidade e é muito conhecido em todo o País, como um bem imaterial”, destacou.

O projeto de lei será apresentado nesta semana e precisa do aval da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados, e depois da Comissão de Constituição e Justiça. Se aprovado, segue para o Senado, onde precisa ser aprovado nas mesmas comissões. “Mas não precisa ir a plenário. Se as comissões aprovarem na Câmara e no Senado, já vai para a sanção do presidente da República”, explica. O vereador Coronel Meira (PSB) está ajudando o deputado na formulação do projeto, levantando inclusive mais informações sobre a história e a importância do famoso lanche.

VIDEOMONITORAMENTO

O deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) e o vereador Coronel Meira (PSB) estiveram ontem à tarde no Espaço “Café com Política” do JC, acompanhados do coronel Airton Martinez, comandante do CPI-4, e coronel Flávio Kitazume, comandante do 4º BPM-I. Augusto é autor de emenda parlamentar, de R$ 300 mil, para a implantação do videomonitoramento em Bauru, mas a liberação da verba depende do cumprimento de uma série de requisitos solicitados pelo Ministério da Justiça.

“Há uma dificuldade grande, pelas exigências do Ministério. Mas Bauru está conseguindo cumprir e logo o dinheiro deve ser liberado”, afirma o deputado. Kitazume e Martinez reiteram que a Polícia Militar (PM), através do Estado, vai colaborar com parte do montante necessário, e a prefeitura completará o valor, que chega a R$ 1,5 milhão.

Desse total, são R$ 500 mil para a aquisição das câmeras, que precisam ser de alta qualidade e resolução, e o restante para interligação do sistema e equipamentos para a central de monitoramento, no Copom. Serão dez pontos beneficiados neste primeiro momento, indicados pela PM, e outros podem ser contemplados depois. Ao todo, a PM aponta 25 pontos prioritários na cidade.

Fonte: Jcnet