Guarda Municipal resgata Veado-campeiro no centro de Itatinga

 

Foto: GCM de Itatinga

A Guarda Civil Municipal de Itatinga resgatou na tarde desta segunda-feira, dia 20, um Veado-campeiro. O fato foi registrado na área central da cidade. Segundo informações passadas pela GCM, tudo começou quando uma equipe estava prestando apoio à Vigilância Sanitária após uma denúncia de maus tratos contra um cachorro que estaria em situação de abandono.

No local a equipe da GCM conseguiu localizar o cachorro que constava na denúncia, sendo que o mesmo estava já em tratamento. Porém, ao verificar um terreno ao lado, veio uma surpresa, havia um veado-campeiro.

Foi lavrado o B.O-GCM e o homem que estava de posse do animal foi conduzido até a Delegacia de Itatinga. O animal ficou sob os cuidados da Vigilância e será levado na manhã desta terça-feira, dia 21, até o Cempas da Unesp em Botucatu.

O Veado-campeiro

O veado-campeiro, também chamado veado-branco, veado-galheiro, suaçutinga e suaçuapara, é um veado campestre, encontrado em grande parte da América do Sul, ao sul da Amazônia. Tais cervídeos medem cerca de 1 metro de comprimento, com pelagem dorsal marrom, contorno da boca, círculo ao redor dos olhos e barriga brancos e galhada com três pontas e cerca de 30 cm de altura.

Este veado é encontrado mais comumente sozinho ou em grupos de até três animais; porém, já foram encontrados grupos de até 11 indivíduos. Alimentam-se essencialmente de gramíneas, e desprezam os capins mais adequados para o gado. Porém se alimentam de outras plantas que quase nenhum outro animal come como o alecrim-do-campo, o assa-peixe, o capim-favorito e vagens de barbatimão. (Fonte: Wikipédia)