Filho de ex-cortadores de cana leva facão e enxada na formatura

Região
Filho de ex-cortadores de cana leva facão e enxada na formatura 25 janeiro 2022

Empresário lençoense, que formou-se em Direito em São Manuel, usou os instrumentos para homenagear os pais e emocionou os presentes

O gesto de um formando, morador de Lençóis Paulista, emocionou pessoas que participavam da cerimônia de colação de grau dos alunos de uma turma de Direito da Faculdade Marechal Rondon, realizada na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Bauru. Na hora de receber o seu diploma, Agnaldo Araújo, empresário, negro e filho de ex-cortadores de cana, exibiu facão e enxada para simbolizar o esforço dos seus pais para garantir sua formação.

O fato ocorreu na noite do último dia 15. “Meus pais sempre me apoiaram e me ensinaram a importância do trabalho e também dos estudos. Por isso, entrei com o facão e a enxada nas mãos, para lembrar um pouco do sacrifício deles e de outros pais para a formação de seus filhos”, explicou o graduando.

A homenagem surpreendeu a todos e, rapidamente, as imagens ganharam as redes sociais. “Eu não imaginava que a repercussão seria tão grande e tão positiva. Isso me deixou muito feliz. Sei que, como os meus pais, muitos pais trabalharam na roça para que seus filhos pudessem estudar”, declarou Araújo.

O recém-formado em Direito revela que, assim como os seus pais, também trabalhou por muitos anos na lavoura de cana. “Trabalhei junto com meus pais por mais de dez anos no corte de cana. Era um trabalho muito duro e sofrido, mas meus pais sempre estavam ao meu lado”, relembra emocionado.

Mesmo no difícil trabalho da lavoura, ele conta que sempre valorizou os estudos, pois sabia que seria a única forma de conseguir dar uma vida melhor para ele e a sua família. Com 22 anos, iniciou um curso na área de segurança e, um ano depois, deixou o corte de cana e começou a trabalhar como vigilante.

Em sua nova função, se encontrou profissionalmente e conquistou diversas promoções ao longo dos anos. “Devido ao conhecimento e network adquiridos ao longo dos anos, quando iniciei minha empresa, tive uma receptividade muito grande dos clientes, tanto público quanto privado. Graças a isso, eu consegui ótimos contratos e pude empregar centenas de pessoas”, diz Araújo, que hoje atua como CEO em uma empresa de segurança e é responsável por mais de 550 colaboradores.

Fonte: JCNet

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento