Dois casos de feminicídio são registrados na região no fim de semana

Um homem de 39 anos foi preso em flagrante na tarde deste domingo (24), em Jaú, após matar a ex-mulher a facadas no Distrito de Potunduva. A vítima possuía medida protetiva que impedia o acusado de se aproximar dela.

O crime ocorreu por volta das 15h30, na rua Francisco do Rego, no Conjunto Habitacional Baiano da Bomba. Segundo o registro policial, Elisângela Fernandes, 40 anos, estava na casa de uma amiga, que é vizinha do seu ex-marido, quando ele foi até o local.

O homem teria puxado a vítima pelo braço e, na sequência, esfaqueado ela nas regiões no pescoço e do abdômen. Elisângela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas já chegou morta ao Pronto Atendimento do distrito.

O autor – que não teve a identidade divulgada pela polícia – fugiu, mas foi preso por uma equipe de Força Tática da Polícia Militar (PM) próximo ao local. Levado ao plantão policial, ele foi autuado em flagrante por feminicídio e ficou à disposição da justiça.

Pirajuí 

Uma manicure de 40 anos foi morta a facadas no fim da noite deste sábado (23) dentro da própria residência, na rua Luiz Wolf, Vila Esperança, em Pirajuí. O principal suspeito é o marido dela, um vigilante de 36 anos, que fugiu após o crime.

O fato ocorreu por volta das 23h na casa onde Alessandra Cristina Robledo Florino morava com o marido, a filha do casal, de apenas seis meses, e um filho da vítima de um relacionamento anterior, de 13 anos.

O adolescente contou à polícia que a mãe e o padrasto passaram a discutir no quarto e que, durante a briga, ela armou-se com uma faca. O suspeito, então, teria usado uma cadeira para agredir a companheira.

Na sequência, segundo a testemunha, o vigilante teria desarmado a mulher e, usando outra faca, passado a desferir golpes no corpo dela (a quantidade de facadas e as regiões atingidas não foram informadas).

Alessandra morreu no local. O suspeito fugiu e, até o momento, não foi encontrado. Segundo a polícia, ele tem passagens por tráfico de drogas e homicídio. Os dois filhos da vítima ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar. A ocorrência foi registrada como feminicídio.

Fonte: JCNet