Bracell inicia projeto de apicultura em parceria com Unesp de Botucatu

Um projeto desenvolvido pela Bracell em parceria com a Unesp de Botucatu está possibilitando o uso das áreas florestais da empresa por Associações de Apicultores e Meliponicultores de cinco macrorregiões de Lençóis Paulista, Bauru, Lins, Avaré e Botucatu. O objetivo é promover o aumento da produção de mel e geração de renda na exploração racional das áreas próprias de plantio de eucalipto e mata nativa, além de compartilhar este ativo com a comunidade.

As atividades do Projeto de Apicultura e Meliponicultura começaram neste mês, sob a coordenação do professor doutor da Unesp Ricardo Orsi. Ele é realizado com recursos diretos da Bracell (sem os incentivos fiscais) e, segundo a empresa, terá abrangência regional. A parceria da Bracell com a Unesp contempla, também, a atividade da meliponicultura, que consiste na criação de abelhas nativas sem ferrão, inseto com significativa importância para a polinização.

De acordo com Orsi, a apicultura é uma das atividades do agronegócio que gera milhares de empregos direta e indiretamente, propiciando inclusão social, proteção ambiental e sustentabilidade. “O projeto em parceria com a Bracell possibilitará o uso das áreas de eucalipto e floresta nativa da empresa para a produção de mel de excelente qualidade. Temos uma ótima oportunidade de difundir o conhecimento técnico, possibilitando o trabalho de extensão para a comunidade ao entorno das áreas da empresa”, afirma.

Uso múltiplo

Para Carlos Barbieri, gerente de Relações Institucionais e Responsabilidade Social da Bracell, este projeto mostra todo o potencial do uso múltiplo da floresta que, além de fornecer a madeira (celulose), ainda conta com a socialização dos produtos florestais, como o néctar e o pólen.

“Contribuir para melhoria da qualidade de vida nas comunidades onde atua é um valor da Bracell e o Projeto Apicultura coloca em prática este valor por meio da transmissão de conhecimento, da cultura do empreendedorismo, geração de renda, além da profissionalização das associações de apicultores da região e a preservação das espécies de abelhas”, diz.

Os apiários serão monitorados pelo sistema de tecnologia RFID (acrônimo, do inglês, para Identificação por Radiofrequência), possibilitando o controle da utilização florestal por apicultores que fazem parte do projeto. Os apicultores que têm interesse em fazer parte desta atividade devem entrar em contato com a Bracell pelo 0800 709 1490.

Fonte: JCNet