Bombeiro salvou colega em incêndio que atingiu caminhão da corporação em Jaú

Dois bombeiros de Jaú (SP) combatiam as chamas em uma área de mata, quando o vento mudou a direção das chamas.

A combinação do tempo seco e o intenso calor dos últimos dias tem como uma das consequências o aumento das queimadas em todo o centro-oeste paulista. Diariamente, os bombeiros combatem as chamas que se espalham principalmente por áreas de mata, mas em Jaú (SP) uma ocorrência chamou a atenção.

Dois bombeiros combatiam um incêndio em uma área de vegetação entre Jaú e Guarapuã, distrito de Dois Córregos, no dia 1º de outubro, quando um deles passou mal. Segundo o tenente Dante Dias Vivan, comandante do posto de bombeiros de Jaú, o integrante da corporação foi salvo pelo colega de trabalho.

“O bombeiro que estava na linha de frente no combate às chamas acabou passando mal e acabou caindo, teve um desmaio. O colega que estava na bomba de incêndio, fazendo o controle, correu até ele e o retirou para uma área mais segura, longe das chamas, até que ele recobrasse os sentidos e acionou o socorro”, conta.

Enquanto o bombeiro socorria o colega, o vento mudou a direção das chamas e o fogo acabou atingindo a frente do caminhão da corporação. A cabine ficou totalmente queimada.

O fogo atingiu partes plásticas do caminhão, a parte elétrica e também os pneus, segundo o comandante.

“Assim que ficamos sabendo da ocorrência foi deslocada uma unidade de resgate, que encaminhou o bombeiro que passou mal para Santa Casa. Ele foi atendido e liberado, inclusive já retornou as atividades.

“Tivemos essas avarias na viatura, mas é um risco que corremos todos os dias no nosso trabalho. Foram só danos materiais e o importante é a preservação da vida sempre.”

Ainda de acordo com o tenente Dante, os danos materiais não comprometeram o atendimento das ocorrências. O posto dos bombeiros em Jaú tem viaturas reservas que foram acionadas para atendimento dessa ocorrência e também continua sendo utilizada nas demais solicitações.

“Com relação aos recursos operacionais não fomos afetados porque temos mais três viaturas de combate ao incêndio, uma semelhante a essa que foi atingida, uma que tem maior capacidade de armazenamento de água e uma terceira equipada com escada que é para atendimento de ocorrências em prédios, apartamentos, onde há necessidade desse equipamento.”

Foi aberta uma sindicância seguindo os protocolos administrativos da corporação e a viatura atingida vai passar por perícia para avaliação dos danos causados pelo fogo. Já os dois bombeiros envolvidos na ocorrência não tiveram ferimentos. O comando da corporação preferiu não divulgar a identidade deles.

Fonte: G1