Apenas funcionários de hospitais podem usar transporte público em Marília, determina prefeitura

A prefeitura de Marília (SP) determinou que apenas funcionários da Santa Casa de Misericórdia, Hospital das Clínicas, Hospital Universitário, UPA e Hospital Espírita poderão usar o transporte coletivo da cidade.

A medida foi tomada como forma de combate ao coronavírus, em reunião realizada na segunda-feira (23) com a Associação Mariliense de Transporte Coletivo (Amtu).

No decreto publicado na última sexta-feira (20), a prefeitura havia suspendido por 15 dias o transporte público, mas voltou atrás após reclamação de usuários.

Com isso, os funcionários da saúde poderão utilizar o transporte, mediante apresentação da carteira funcional, pagando tarifa normal e com itinerário específico a ser realizado pelas empresas.

A prefeitura determinou também que, ao final de cada linha, deverá ser realizada a limpeza e desinfecção de superfícies, equipamentos, estofamentos, carpetes e objetos compartilhados entre pessoas.

Além disso, todos os veículos deverão circular com as janelas abertas, para manter a ventilação natural para renovação do ar. Os ônibus precisam estar equipados com álcool em gel 70%, na entrada dos veículos e nos corredores.

Os servidores municipais da Secretaria da Saúde já estão recebendo o transporte da própria prefeitura.

Fonte: G1