Agentes encontram quase 300 celulares durante revista de rotina em penitenciária em Bauru

Uma revista de rotina nesta segunda-feira (9) no Centro de Progressão Penitenciária (CPP-2), de Bauru (SP), encontrou e apreendeu uma grande quantidade de aparelhos celulares. A operação foi realizada apenas por agentes da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Segundo informações da SAP, durante a operação foram achados 289 aparelhos celulares nos pavilhões do presídio, destinado a detentos do regime semiaberto.

Também foram apreendidos diversos acessórios ligados à telefonia, drogas e até máquinas profissionais para tatuagem.

Ainda de acordo com a SAP, por conta da posse ilegal do material apreendido, 135 presos foram removidos da unidade e voltaram ao regime fechado.

Além disso, a SAP abriu procedimentos para apurar como o material entrou na unidade. O CPP-2 tem capacidade para 1.706 detentos, mas atualmente abriga 2.558 presos, segundo dados da secretaria fechados em 4 de dezembro.

Lista do material apreendido

289 aparelhos celulares

96 baterias p/ celular

78 chips p/ celular de diversas operadoras

199 fones de ouvido

364 carregadores de celular

75 capas de celular

8 cabos com conexão USB

640 invólucros de maconha

179 invólucros de cocaína

7 tijolos de maconha

21 comprimidos de estimulantes sexuais

39 comprimidos (não identificados)

5 balanças de precisão

7 notas de dinheiro

1 moeda

3 pedaços de serra para metal

8 adaptadores para cartão de memória

21 pendrive

1 cartões de memória

2 facas artesanais

3 correntes de bijuteria

2 pilhas AAA

1 bateria recarregável

1 dichavador de fumo

2 máquinas profissionais c/acessórios e tinta para tatuagem

Fonte: portal G1