Adolescente suspeito de matar namorada com mata-leão em Agudos chamou socorro após crime, diz polícia

O adolescente de 17 anos que foi apreendido suspeito de ter matado a namorada com golpe mata-leão no fim da tarde desta quarta-feira (28), no bairro Parque Pampulha, em Agudos (SP), disse à Polícia Civil que foi ele mesmo quem chamou o socorro e a Polícia Militar após cometer o crime.

Após o chamado do adolescente, a PM e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encontraram Jéssica do Nascimento Alves, de 18 anos, caída no quarto da casa do rapaz, que também estava no local e foi apreendido.

Segundo seu depoimento na Polícia Civil, o casal namorava havia cerca de três anos. Na tarde do crime, eles tiveram uma discussão que teria começado com o anúncio, por parte da jovem, do fim do relacionamento.

O adolescente também afirmou à polícia que não admitia o fim do namoro e, por isso, resolveu aplicar o golpe de artes marciais até a jovem desfalecer. Ele ainda afirmou que, com a jovem desmaiada, ainda a esganou com as mãos.

A garota foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da cidade, onde médicos ainda tentaram reanimá-la. A jovem, porém, não resistiu. Seu corpo foi encaminhado na noite de quarta-feira para o Instituto Médico Legal (IML) de Bauru, de onde já foi liberado. O corpo dela é velado no velório municipal de Agudos. O enterro está previsto para 15h no cemitério municipal.

O rapaz foi levado para a Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Agudos, onde prestou depoimento e ficou apreendido.

A audiência de custódia junto ao Promotoria da Infância e Juventude deve acontecer na manhã desta quinta-feira (29). Segundo a polícia, o MP é que vai definir pela internação ou não do adolescente.

Fonte: G1