Urna precisou ser trocada no Caimã. Região central registra demora na votação

Com a manhã de votações chegando ao seu final, apenas um problema foi registrado pela Justiça Eleitoral de Botucatu até o momento. Por problemas técnicos, uma urna eletrônica precisou ser trocada em uma escola no Jardim Caimã, mas nada que tenha causado transtornos aos eleitores da referida localidade. Todo processo de troca do equipamento eletrônico foi realizada de maneira bastante ágil e sob escolta das forças policiais da cidade, que prestam apoio por meio da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar. No Brasil todo, pouco mais de 300 urnas precisaram se trocadas até o momento.

Em zonas eleitorais de maior movimento, como as da região central da cidade, certa demora em algumas salas estão sendo registradas por conta de demora na identificação da biometria de alguns eleitores. O pedido é para que os eleitores já compareçam às zonas eleitorais munidos dos documentos pessoais e com eventuais colas já prontas, para agilizar cada vez mais a votação.

Ainda não há registros de autuações por crime eleitoral em Botucatu.