Trigo representa contra Cula na Câmara Municipal por falta de decoro parlamentar

Política
Trigo representa contra Cula na Câmara Municipal por falta de decoro parlamentar 04 outubro 2017

 

A Câmara Municipal terá uma saia justa para resolver nos próximos dias. O vereador Trigo (PDT) fez uma representação nesta quarta-feira, dia 04, contra o vereador Cula (PSC) perante a Presidência da Casa, que por sua vez, pode enviar o caso para a Comissão de Ética do Poder Legislativo Botucatuense.

Tudo ocorreu na audiência pública que discutiu a acessibilidade da Câmara Municipal, no dia 29 de agosto. Em um determinado momento a discussão ficou acalorada e o parlamentar do PSC teria dito que Trigo usa de sua deficiência para tirar vantagens políticas, segundo diz documento protocolado.

A audiência contava com vereadores, representantes da administração municipal, representantes de conselho e população em geral. O calor tomou conta da reunião, a ponto de se discutir quem era contrário ou favorável com possíveis alterações no já antigo prédio da Câmara.

“O assunto se desviou, o vereador Trigo mais uma vez tentou fazer política em cima de algumas falas. Primeiramente o vereador Trigo “maiou” a Patrícia, pois não tem o apoio do grupo. Então de alguma forma ele tenta mudar as palavras” afirmou Cula na oportunidade, quando a fala foi interrompida pelo inconformismo de Trigo que sentava logo atrás.

Foi preciso a intervenção do Presidente da Casa, Izaias Colino. Cula continuou sua participação, se dizendo favorável ao projeto de acessibilidade, algo contestado por Trigo. Os vereadores Abelardo e Carreira também foram citados na discussão. Já no final de sua fala, Cula soltou a frase que motivou a representação.

“Hoje, senhor presidente, o que menos a política precisa são de pessoas aproveitadoras e pessoas que se aproveitam da própria deficiência. Então senhor presidente, eu tenho vergonha de pessoas assim” afirmou Cula durante a audiência.

O vídeo desta audiência está disponível no YouTube pelo link https://www.youtube.com/watch?v=KcK1iXQToNg. A parte mais acalorada começa pelo tempo aproximado de 1 hora e 3o minutos de discussão pública, de acordo com o tempo exibido no vídeo.

Segundo informações obtidas pelo Acontece Botucatu, Trigo alega que Cula faltou com o chamado decoro parlamentar. O documento seguiu os trâmites, ou seja, protocolado na Casa,entregue ao Presidente, para posterior distribuição ou não para a Comissão de Ética.

É possível que o Presidente Izaias Colino tente algo conciliatório entre os dois vereadores antes que se instaure processo disciplinar para apurar as declarações. Fala-se também em indeferimento do documento, cabendo recurso ao vereador Trigo. Trigo tinha dois caminhos nesse caso, endereçar ao Presidente ou diretamente à Comissão de Ética. Preferiu o primeiro.

Vereador no 5º mandato consecutivo, Carlos Trigo é deficiente visual e seus requerimentos quase sempre versão sobre acessibilidade. A Comissão Permanente de Ética da Câmara é formada pelos vereadores Jamila Cury Dorini (Presidente), Ednei Carreira (Relator) e o próprio Carlos Trigo (Membro).

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento