Conselho de Ética da Alesp pode analisar caso Fernando Cury/Isa Penna durante recesso

A presidente do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Maria Lucia Amary (PSDB), afirmou neste domingo, 20, em entrevista ao Programa Fantástico da Rede Globo, que pode convocar uma sessão extra durante o recesso parlamentar para analisar a denúncia de importunação sexual feita por Isa Penna (PSOL) contra o Deputado Fernando Cury em sessão em plenário na última quarta-feira (16).

“Estou entrando com ofício junto ao presidente da Assembleia, que através dessa comissão de representação, para que ele possa convocar uma reunião extraordinária diante da gravidade dos fatos, diante de todo o clamor da sociedade. Não podemos esperar o início das atividades legislativas, que seriam dia primeiro de fevereiro”, disse em entrevista ao Fantástico neste domingo (20).

Anteriormente, a presidente da comissão havia afirmado que só analisaria o caso após a volta das férias dos deputados. Alguns parlamentares, no entanto, pressionam para que ela convoque a sessão extra durante o recesso.

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar é composto por oito membros, mas apenas uma é mulher, a própria presidente Maria Lucia. O deputado Carlos Giannazi (PSOL) afirmou que cederá sua cadeira para a colega de partido Erica Malunguinho, com o objetivo de aumentar a representatividade.

Na sexta-feira (18), Isa Penna suas advogadas foram à Procuradoria-Geral de Justiça para abrir outra investigação. Por ser deputado, Fernando Cury tem foro privilegiado.

Neste domingo, o procurador-geral Mário Luiz Sarrubbo afirmou que o deputado receberá uma intimação para prestar depoimento a partir do dia 7 de janeiro. O crime investigado é o de importunação sexual, conhecido popularmente por assédio sexual. (Fonte: Portal G1)

Relembre o caso e veja as versões

Deputada registra queixa contra Fernando Cury por assédio sexual e quebra de decoro na Alesp