Pesquisa mostra índice de aprovação do governo Pardini

 

Índice de aceitação é de 89%, diz pesquisa (Arquivo Acontece Botucatu)

A aceitação do governo Mario Pardini é de 89%. Pelo menos é o que aponta a pesquisa da empresa ABR Inteligência de opinião pública, feita em Botucatu no mês de outubro. Os números medem o índice de satisfação de população com a atual administração, bem como a avaliação de problemas da cidade.

O Acontece Botucatu teve acesso aos números, que não foram divulgados publicamente. As entrevistas foram feitas em vários segmentos e faixas etárias, procurando saber a aprovação do governo Mário Pardini, em atuação desde 01 de janeiro.

Foram colocados vários itens como o modo de governar, principais problemas da cidade e setores de satisfação, entre outros pontos.  Em termos gerais a porcentagem em relação a aprovação da administração foi a seguinte:

Avaliação do governo

Ótima – 20%

Boa – 46%

Regular – 23%

Ruim – 6%

Péssima – 5%

O total de aceitação segundo a pesquisa é de 89% da população. Em uma nota que vai de 0 a 10, Pardini pontuou em 7,4, de acordo com números da pesquisa. Em termos de comparação, Bauru, por exemplo, apresentou uma nota de 5,4 para o Prefeito Clodoaldo Gazetta (PV).

Modo de governar

Quando a pergunta é sobre a maneira de governar a cidade, a atual administração possui os seguintes números:

  • 77% de aprovação
  • 11 de desaprovação
  • 12% não sabem ou não responderam

Problemas da cidade

A pesquisa também perguntou aos cidadãos botucatuenses sobre os principais problemas enfrentados pela cidade. Nesse critério saúde, desemprego e transporte e segurança foram os vilões:

  • Saúde com 30%
  • Desemprego com 12%
  • Transporte com 11%
  • Segurança com 11%
  • Conservação de ruas e avenidas com 10%
  • Trânsito com 6%
  • Limpeza pública com 4%
  • Educação com 4%
  • Nenhum com 2%
  • Habitação com 1%
  • Outros com 3%

A pesquisa foi realizada em Botucatu de 07 a 09 de outubro e ouviu 350 pessoas em todas as regiões. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.