Pedido de estudo para tratamento precoce contra a covid domina debate na Câmara de Botucatu

Política
Pedido de estudo para tratamento precoce contra a covid domina debate na Câmara de Botucatu 23 março 2021

Sem projetos em pauta e com um vídeo alusivo ao Dia Mundial da Água dando início aos trabalhos, a sessão ordinária desta segunda-feira na Câmara de Botucatu prometia ser tranquila. No entanto, o pedido de destaque a um requerimento e sua posterior deliberação na Ordem do Dia dominaram e esquentaram o debate na noite de 22 de março.

De autoria dos vereadores Sargento Laudo (PSDB) e Abelardo (Republicanos), o requerimento 187/2021 solicitava ao Conselho Municipal de Saúde a realização de estudos visando, com a devida orientação de médicos das unidades básicas de saúde, a distribuição de ivermectina a munícipes que queiram utilizá-la como tratamento precoce da covid-19. A propositura também pedia que pacientes já diagnosticados com a doença tenham à disposição, caso queiram, medicações como cloroquina, azitromicina e antitérmicos.

O vereador Abelardo iniciou o debate pedindo destaque da matéria no Pequeno Expediente. Pelo regimento da Câmara, quando uma propositura recebe destaque, ela deve ser votada à parte das demais. Assim, ele e o vereador Sargento Laudo tiveram tempo já nesta fase da sessão para defender a ideia de sua autoria por meio de colocações em suas falas e exibição de vídeos que corroboravam a eficácia do uso do tratamento precoce da covid-19.

A fim de que os demais vereadores pudessem se posicionar na discussão, o presidente da Câmara, vereador Palhinha (DEM), solicitou que o requerimento fosse transferido para a Ordem do Dia. O plenário aprovou e o assunto continuou quente até o fim da noite.

Todos os vereadores presentes tiveram a chance de falar: no Grande Expediente, falou o vereador Marcelo Sleiman (DEM); fizeram dobradinha de Grande Expediente e Ordem do Dia os vereadores Abelardo, Alessandra Lucchesi (PSDB), Cula (PSDB), Cláudia Gabriel (DEM), Erika da Liga do Bem (Republicanos) e Sargento Laudo; e na Ordem do Dia ainda marcaram posição os vereadores Rose Ielo (PDT), Silvio (Republicanos) e Palhinha.

O debate

As diversas opiniões ao longo do debate expuseram posições favoráveis e contrárias ao requerimento. Quem o defendeu levantou pontos como a necessidade de ter uma resposta oficial do Conselho de Saúde para justificar o uso ou não da medicação, o direito do munícipe de ter acesso a remédios caso estudos comprovem sua eficácia e a importância de se salvar vidas na pandemia. Ainda aconteceram o depoimento emocionado do vereador Silvio sobre a dificuldade de enfrentar a doença e o pedido do vereador Cula para que todos se colocassem em oração por três minutos.

Os argumentos para rechaçar a propositura foram questões como a ausência de comprovação científica sobre a eficácia da ivermectina no tratamento precoce da covid, a falta de sensibilidade com os profissionais de saúde ao não ouvi-los e sobrecarregá-los com o pedido, a confiança nos gestores da saúde e profissionais da UNESP em suas prescrições e protocolos e a desinformação gerada em torno do requerimento na internet, que propagou que a Câmara votaria a utilização da ivermectina, quando na verdade se tratava da solicitação para realização de um estudo sobre a possibilidade. No sentido do combate à desinformação, houve o esforço para explicar o requerimento e as dinâmicas de votação da Câmara.

No fim, votaram favoráveis ao requerimento os vereadores Abelardo, Cula, Erika da Liga do Bem, Sargento Laudo, Rose Ielo e Silvio. Votaram contrários os vereadores Alessandra Lucchesi, Cláudia Gabriel e Marcelo Sleiman. O presidente da Câmara, vereador Palhinha, não vota e o vereador Lelo Pagani (PSDB) justificou a ausência da sessão com atestado médico. Resultado: requerimento aprovado.

Refletindo a polarização em plenário, a sessão terminou por volta das 23h30 com altos índices de interação defendendo ou criticando a propositura. Foram registrados mais de 1800 comentários no Facebook.

Assessoria Câmara Botucatu

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO