Motinha, do PP, é eleito prefeito de Anhembi

Candidato teve 45,56% dos votos nas eleições suplementares realizadas neste domingo (3)

Foto: Arquivo pessoal

Lindeval Augusto Mota, o Motinha, do PP, foi eleito prefeito de Anhembi (SP) neste domingo (3). O candidato teve 45,56% dos votos nas eleições suplementares, o que equivale a 1.772 votos no total.

No resultado final, divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoras (TSE) pouco mais de duas horas após o fechamento das urnas, Motinha superou outros três candidatos: Rogerião (Cidadania), que ficou com 40,58% dos votos, Rafaela (MDB), com 10,34%, e Rodrigo Pomba, que teve 3,52%.

A eleição em Anhembi teve 19,86% de abstenção, ou seja, 992 eleitores aptos a votar não compareceram às urnas. A eleição teve ainda 1,30% de votos brancos e 1,57% de votos nulos.

Motinha já havia disputado as cinco últimas eleições na cidade para o cargo de vereador, sendo eleito em duas delas, inclusive na do ano passado. Divorciado e com Ensino Superior completo, Motinha terá como vice Alexandro da Silva, o Alex Lambari (PTB).

Os eleitores de Anhembi tiveram que voltar às urnas neste domingo (3) porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impediu a posse do prefeito reeleito no ano passado para o 2º mandato, Miguel Machado (PSDB), porque ele havia sido cassado por improbidade administrativa.

Motinha, que completou 51 anos neste domingo, já era o atual prefeito interino de Anhembi – ele assumiu o cargo na condição de presidente da Câmara de Vereadores.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores podem encontrar informações detalhadas sobre as eleições deste domingo. A diplomação dos eleitos deverá ser realizada até o dia 8 de novembro.

O eleitor que não conseguiu votar neste domingo pode justificar por meio do Justifica Brasil, funcionalidade disponível no aplicativo móvel e-Título, até 2 de dezembro, pelo Sistema Justifica, ou no cartório eleitoral mais próximo.

Fonte: Portal G1