Mário Pardini e Izaias Colino são os únicos pré-candidatos ‘declarados’ até o momento em Botucatu

Partidos de Pardini e Colino foram os únicos que se movimentaram na Justiça Eleitoral até o momento em Botucatu

Pardini e Izaias serão candidatos, mas outros nomes devem surgir

Faltando menos de três meses para as eleições municipais, Botucatu ainda não tem um cenário eleitoral totalmente definido. Embora os eleitores conheçam vários nomes, nem todos se posicionam publicamente.

O atual Prefeito de Botucatu Mário Pardini (PSDB) tentará a reeleição no dia 15 novembro, data para o pleito municipal. Apesar de não ter dito de forma oficial que é pré-candidato, seu partido age junto à Justiça Eleitoral para anunciá-lo na convenção partidária que deverá ocorrer entre agosto e setembro.

Pardini manterá como vice André Peres, que agora está no DEM. As chapas a vereadores que apoiam o atual Prefeito também já estão praticamente definidas.

Na mesma situação encontra-se o vereador e ex-presidente da Câmara Izaias Colino, que deixou o PSDB este ano e disputará a eleição pelo PSL. Seu diretório também mantém conversas diárias com a justiça eleitoral para ser anunciado na convenção.

A vice de Colino provavelmente será a Tenente Coronel Kátia Regina Firmino Christófalo), que hoje atua em Araraquara na Polícia Rodoviária. O time de pré-candidatos a vereador também está praticamente montado, com muitos anúncios via redes sociais.

Esses são os únicos nomes que se tem certeza que estarão na urna eletrônica. Pelos menos foi o que afirmou na manhã desta terça-feira, dia 18, o Chefe do Cartório da 26ª Zona Eleitoral, Igor Ignácio.

“Até para justiça eleitoral as situações são omissas. Para Prefeito, por exemplo, de certeza mesmo temos dois nomes. Os demais são uma incógnita. Se você perguntar quais são os candidatos a Prefeito, há mais incertezas do que certeza. A grande maioria ainda não começou a trabalhar. É uma pena, pois nesse período é permitido você trabalhar e divulgar seu currículo, o que está fazendo, o que já fez e o que pretende fazer”, disse Igor Ignácio em entrevista ao Bom Dia Criativa, da Rádio Criativa FM.

Perguntado sobre essas certezas de nomes, ele colocou os dois já mencionados no texto. Ele afirmou que os respectivos partidos são os únicos que mantém intensas conversas com a Justiça Eleitoral para as candidaturas a Prefeito.

Igor Ignácio: “se você perguntar quais são os candidatos a Prefeito, há mais incertezas do que certeza”. (Arquivo Acontece Botucatu)

“Nós temos o atual Prefeito Mário Pardini e temos o pré-candidato Izaias Colino. Esses são dois nomes que se falam. Não sabemos se o PT vai lançar candidato a Prefeito, mas a vereadores eu sei que eles estão se organizando. O PC do B também vai lançar candidato, mas não sabemos o nome. Há ainda o PDT, da família Ielo, mas não sabemos qual dois (Mário Ielo e Rose Ielo) estará como candidato a Prefeito ou se eles vão efetivamente concretizar sua pré-candidatura. Ou seja, são várias incógnitas. De concreto temos apenas dois. A Justiça tem um pouco mais de informações por conta da documentação que eles estão buscando e organizando”, afirmou durante a entrevista.

Ainda pode surgir uma candidatura de direita. Sem a formação do ALIANÇA, que seria o partido de Bolsonaro, defensores do Presidente lançariam um candidato, porém, há pouca solicitação de informações e documentações para a Justiça Eleitoral. O nome mais especulado é do experiente Armando Delmanto, que já foi figura presente nos bastidores da política botucatuense em décadas passadas.

O PSOL, que lançou candidato nas duas últimas eleições também é uma incógnita. Daniel Carvalho, principal nome na sigla já declarou que é pré-candidato a Vereador, sendo que não, pelo menos publicamente, movimentação em torno de outro nome.

As convenções ocorrem de 31 de agosto a 16 de setembro, momento em que os partidos devem oficializar seus candidatos a Prefeito e Vereadores. A eleição, que ocorreria no dia 04 de outubro, foi postergada para o dia 15 de novembro por conta da pandemia do novo coronavírus.