Juíza suspende processo do Cidadania sobre expulsão de Fernando Cury do partido por assédio a Isa Penna

A juíza Thaissa de Moura Guimarães, da 20ª Vara Cível de Brasília, deferiu nesta terça, dia 12, uma liminar determinando a suspensão do processo ético-disciplinar que o partido Cidadania abriu contra o deputado estadual Fernando Cury. O parlamentar é acusado por assédio contra deputada Isa Penna (PSOL), durante sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo.

Na última segunda-feira, dia 11, o Conselho de Ética do Cidadania recomendou a expulsão de Cury da sigla. O Processo iria para decisão da executiva nacional do partido.

De acordo com informações publicadas pelo Jornal Estado de São Paulo, a magistrada acolheu parcialmente um pedido da defesa do parlamentar. Cury questionou a competência do Conselho de Ética Nacional da legenda para analisar o caso.

A decisão foi proferida após o advogado de Fenando Cury, Roberto Delmanto Junior, encaminhar uma petição à Justiça Federal de Brasília, apontando que a deliberação do Diretório Nacional do Cidadania sobre o processo ético-disciplinar contra o deputado estava prevista para esta quarta, 13. A defesa pediu reconsideração de uma decisão anterior que havia negado a suspensão do processo.

Veja abaixo a nota do Deputado e a liminar proferida

Decisão – Concedida a Tutela

NOTA OFICIAL – processo cautelar (1)

Relembre a polêmica 

Deputada registra queixa contra Fernando Cury por assédio sexual e quebra de decoro na Alesp