Eleitores de Bolsonaro e Haddad intensificam campanha em Botucatu

 

O fim de semana é de campanha em Botucatu. Militantes e simpatizantes de PT e PSL intensificaram os atos em prol de seus respectivos candidatos a Presidente, Fenando Haddad e Jair Bolsonaro.

Neste sábado, dia 20, por exemplo, membros do Diretório do Partido dos Trabalhadores fizeram pela manhã panfletagem e corpo a corpo na Feira do Bairro, Rua Amando de Barros e um ato na Catedral.

Na parte da noite os petistas irão fazer panfletagem no bairro Comerciários, de acordo com postagem no Facebook do Presidente do Diretório Municipal, Everaldo Rocha. No primeiro turno os simpatizantes do PT em Botucatu fizeram diversos atos e caminhadas.

Já as pessoas que militam na campanha do Deputado Jair Bolsonaro, candidato do PSL, farão uma concentração neste domingo, dia 21, a partir das 14 horas, no Largo da Catedral, segundo comunicado enviado ao Acontece Botucatu.

O encontro deverá contar com carro de som e os simpatizantes deverão usar camisetas da cor amarela, com alusão ao candidato. A campanha de Bolsonaro, com um número maior de simpatizantes, já realizou em Botucatu atos com um grande número de pessoas, além de numerosas carreatas no primeiro turno das eleições.

Votação dos candidatos em Botucatu no primeiro turno

No primeiro turno Jair Bolsonaro foi disparado o candidato a presidente mais votado de Botucatu. No total, só na cidade, o capitão da reserva do Exército recebeu pouco mais de 41 mil votos, obtendo mais de 56% dos votos válidos.

Já o candidato do PT, Fernando Haddad, não teve uma votação expressiva perante os botucatuenses. O ex-Prefeito de São Paulo obteve pouco mais de 7 mil votos, ficando na quarta posição.

A segunda colocação, em Botucatu, ficou com Geraldo Alckmin, que atingiu pouco mais de nove mil votos e 12% dos votos válidos. Em terceiro lugar aprece o candidato do PDT, Ciro Gomes, que atingiu mais de oito mil votos.

Henrique Meireles (MDB) teve pouco mais de 800 votos, seguido por Marina Silva (REDE) com pouco mais de 700, Cabo Daciolo (PATRI) com pouco mais de 570 votos, Alvaro Dias (PODE) bem próximo dos 570 votos, Guilherme Boulos (PSOL) 400 votos. Eymael (DC), Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não atingiram 100 votos.