Deputado critica decisão do Governo Estadual em não criar Regional de Saúde em Botucatu

O Deputado Estadual Fernando Cury se pronunciou na manhã desta quinta-feira, 26, sobre a negativa do Governo do Estado em criar a Regional de Saúde de Botucatu. O Parlamentar trabalhava para que Botucatu pudesse novamente ser uma sede regional no estado.

A notícia de que a DRS-XVIII não seria criada foi publicada na quarta-feira, 25, pelo Acontece Botucatu, após receber áudios da Rádio Criativa FM, que estava presente em uma reunião com o Governador João Doria e parte de seu Secretariado. O Secretário Estadual da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, foi taxativo ao dizer que não haverá uma nova regional no Estado.

O Acontece Botucatu procurou o Deputado na quarta-feira para se pronunciasse sobre o assunto. Hoje, através de um vídeo, o Parlamentar botucatuense lamentou a decisão do Governo Estadual.

“Com muita tristeza e com muita surpresa recebi a notícia de que a nossa Regional de Saúde não será instalada na nossa cidade de Botucatu. Triste, porque sem sombra de dúvidas, se a regional estivesse instalada em Botucatu, nós teríamos um atendimento com maior qualidade, principalmente com mais agilidade”, disse Cury em parte do vídeo.

O Deputado ainda disse que não concorda com a decisão tomada, afirmado que vai tentar reverter a situação.

“Tanto é que tive ontem, quando tive acesso a informação da não instalação da nossa regional, fio até o Palácio dos Bandeirantes para uma reunião com o Vice-Governador e também Secretário de Governo, Rodrigo Garcia. A função dele enquanto secretário é fazer essa interlocução com as demais Secretarias, no caso a Secretaria da Saúde”, citou em outro trecho. (Vídeo abaixo)

 

Relembre o caso

José Henrique Germann Ferreira (na ponta ao seu lado direito) disse que a possibilidade está descartada. Foto Acontece Botucatu

A diretoria Regional de Saúde de Botucatu não será criada. A declaração foi dada nesta quarta-feira, 25, pelo Secretário Estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, durante encontro na capital paulista com emissoras de rádio do interior convidadas.

O radialista Anderson França representava as Rádios Cultura e Criativa FM e perguntou sobre o processo de criação da Regional de Saúde de Botucatu. A pergunta foi respondida pelo Secretário e pelo próprio Governador João Doria.

Ao ser questionado, o Governador transferiu a respostas para José Henrique Germann Ferreira. O Secretário foi bem objetivo na resposta para as emissoras botucatuenses.

“Nós estamos estudando uma regionalização em todo estado. Hoje nós temos 17 regionais e a inclusão de mais uma regional, que seria em Botucatu, está descartada. Nós não temos condição de colocar uma nova regional no estado de São Paulo”, disse de forma taxativa José Henrique Germann Ferreira.

A resposta do Secretário ainda recebeu um curto comentário de João Doria. “Ok? Foi curto e grosso”, expressou o Governador, endossando a decisão. Os custos da implantação da Regional, em tono de R$ 5 milhões seria um dos empecilhos.

Regional é pauta de Deputado

A criação de uma nova Regional de Saúde é uma das pautas do Deputado Estadual Fernando Cury. O parlamentar botucatuense passou os últimos meses articulando a crianção de uma Regional que teria Botucatu como sede.

Segundo postagem feita em sua rede social, Cury se reuniu nesta terça-feira, 24, com o próprio José Henrique Germann Ferreira para discutir o assunto. Além disso, o parlamentar já se reuniu com a diretora do Departamento Regional de Saúde em Bauru (DRS-6), Doroti da Conceição Vieira Alves Ferreira.

Hoje Botucatu faz parte da DR-6, a regional de Bauru. Em dezembro do ano passado foi decretado pelo então Governador Márcio França a volta da Regional de Saúde para Botucatu.

O decreto número 63. 906 criava na verdade a DRS XVIII, Departamento Regional de Saúde de Botucatu. A criação, porém, não se efetivou.

Botucatu perdeu em 2007 o comando da Regional de Saúde, na época chamada de DIR XI. A cidade era governada por Mário Ielo, então no PT. O governador do estado era Geraldo Alckmin (Depois Claudio Lembro).