Coligação de Mário Ielo acusa Prefeito e ex-prefeito de abuso do poder econômico durante período eleitoral

A Justiça Eleitoral de Botucatu foi palco de uma audiência de instrução onde será julgada uma ação contra a coligação ‘Botucatu mais forte’ (PSDB / PC do B / PPS / PMDB / PSB / SD / PSL / PSC / DEM / PROS / PMN / PSDC / PP / PTN / PRB / PTC / PT do B / PEN), liderada por Mário Pardini (PSDB), vencedora das eleições em outubro de 2016.

No processo número 1102-88.2016.6.26.0026, que segue em Segredo de Justiça, a coligação ‘Somos todos Botucatu’ (PDT / PMB /PTB /PV /PSD), que foi encabeçada pelo candidato Mário Ielo (PDT) acusa os réus de abuso do poder econômico durante a campanha eleitoral de 2016.

Figuram como acusados o ex-prefeito João Cury Neto, o atual prefeito Mário Pardini, vencedor do pleito municipal, o vice-prefeito André Peres, o ex-vice-prefeito Antônio Luiz Caldas, além dos vereadores eleitos Alessandra Lucchesi e Paulo Renato.

Sem testemunhas

O Acontece esteve no Fórum de Botucatu e apurou que essa audiência serviu para a instrução do juízo com relação às investigações do caso. Agora abre-se prazo para provas e contra-provas pelas partes envolvidas.

Um fato que chamou a atenção, é que nenhuma testemunha arrolada pela acusação compareceu e apenas uma de defesa foi ouvida, as restantes foram dispensadas. Na acusação atua a advogada Mariane Branco Vilela Meirelles e na defesa trabalha o advogado José Augusto Rodrigues Torres.

Sigilo

Por ter sido decretado segredo de Justiça, nenhuma das partes, nem mesmo os advogados quiseram falar sobre o caso, porém, fontes ligadas ao Acontece Botucatu revelaram que trata-se  princialmente de denúncias de suposta compra de voto em troca de materiais de construção durante a eleição do ano passado por candidato a vereador e assinaturas de contratos por secretários afastados para concorrer a eleição em período em que não respondiam mais pelas respectivas pastas. Além disso, um ônibus municipal teria sido flagrado no dia da comemoração da vitória das eleições pela situação.