Câmara recebe resposta do Ministério Público sobre caso Prof. Nenê

Política
Câmara recebe resposta do Ministério Público sobre caso Prof. Nenê 25 novembro 2010

Em reunião ocorrida na manhã de quarta-feira (24), a ‘Comissão de Ética, Decoro Parlamentar e Disciplina’ da Câmara Municipal de Botucatu recebeu oficialmente a resposta solicitada ao Ministério Público em relação ao pedido de investigação apresentado por Sílvio Valmir Prearo contra o vereador Professor Nenê (PSB) – que averigua possível uso irregular de equipamentos da Câmara Municipal de Botucatu na consulta a sites de conteúdo proibido.

Conforme o documento enviado pelo Ministério Público, a representação formulada por Silvio Valmir Prearo foi indeferida pela promotoria local. No entanto, no ofício consta que foi interposto recurso.

Diante disso, a Comissão de Ética deliberou a suspensão do procedimento em relação ? representação de Silvio Preador até que o Conselho Superior do Ministério Público analise o recurso definitivamente.

Dessa forma, a Comissão de Ética decidiu desmembrar o procedimento de análise da representação em relação ? questão da entrevista concedida pelo vereador Professor Nenê (PSB) ? Rádio Clube FM, na qual o parlamentar criticou a supressão do Grande Expediente de uma das Sessões Ordinárias do Legislativo – mecanismo previsto pelo regimento interno da Casa e decidido mediante votação dos vereadores.

A Comissão apontou a necessidade de adiar a decisão final sobre possível punição ou arquivamento do caso para que o parlamentar e seu advogado tomem conhecimento da chegada da gravação. O vereador possui prazo de 10 dias para manifestação.

A reunião da ‘Comissão de Ética, Decoro Parlamentar e Disciplina’ contou com a participação dos vereadores Professor Gamito (PT), presidente; Bombeiro Tavares (DEM), relator; Curumim (PSDB), membro; além dos assessores jurídicos da Casa, Antônio Soares Batista Neto e Carlos Eduardo Speltri.

{n}Divulgação dos trabalhos{/n}

De acordo com o vereador Professor Gamito (PT), presidente da Comissão de Ética da Câmara Municipal de Botucatu, todas as informações estarão centralizadas na Assessoria de Imprensa da Casa.

Professor Gamito também destaca que a ata da reunião e o documento enviado pelo Ministério Público são públicos e, portanto, acessíveis a todos os cidadãos. “Quem estiver interessado em obter uma cópia deve preencher um requerimento na recepção da Câmara Municipal”, informa.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Câmara Municipal de Botucatu
Foto: André Luís Lourenço/CMB

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
Oferecimento