Câmara aprova reajuste do funcionalismo municipal de Botucatu em sessão extraordinária

Os vereadores da Câmara Municipal de Botucatu se reuniram na tarde nesta sexta-feira, dia 20, em sessão extraordinária para apreciação dos projetos sobre o reajuste salarial do funcionalismo público municipal. O encontro aconteceu praticamente sem público e de forma breve.

Ao final, os sete projetos que diziam respeito ao reajuste de remuneração, vale-alimentação e auxílio saúde dos servidores municipais de Botucatu foram aprovados por unanimidade pelos vereadores presentes.

O Projeto de Lei Complementar 4/2020, de autoria do prefeito, recompôs os salários e vencimentos dos servidores do Executivo Municipal e sua autarquia em 4%. Prefeito, vice-prefeito e secretários municipais não receberão o reajuste.

A mesma porcentagem foi aplicada no reajuste do subsídio dos membros do Conselho Tutelar de Botucatu, do vale compra alimentos dos servidores e do auxílio saúde dos servidores inativos e pensionistas da Prefeitura, por meio dos projetos de lei 22/2020, 23/2020 e 24/2020, respectivamente.

Já a Mesa Diretora da Câmara, seguindo a tendência de alguns anos, propôs no Projeto de Lei Complementar 5/2020 o mesmo valor do Poder Executivo – ou seja, 4% – na revisão dos salários e vencimentos dos servidores do Poder Legislativo. Vereadores não estão inclusos na recomposição. Os PLs 25/2020 e 26/2020 também reajustaram em 4% o valor do vale compra alimentos e do auxílio saúde desta parcela dos servidores municipais.

Informações da Câmara Municipal