TOR apreende na Castelo Branco veículo que foi financiado de forma fraudulenta

A equipe do TOR – Tático Ostensivo Rodoviário, desvendou na noite de sexta-feira, 03, um caso de estelionato. O flagrante ocorreu na Rodovia Castelo Branco, em Pardinho e é um tanto complexo. Os policiais faziam patrulhamento no pátio de um posto de serviços, na altura do km 198, quando observaram um veículo estacionado ao lado da oficina mecânica, na grama.

A equipe resolveu consultar a placa do veículo e resultado da pesquisa mostrou que o automóvel era produto do crime de estelionato. Ao verificarem em que condições se deu esse crime, através de consultas, ficou constatado que na verdade a vítima que consta no boletim de ocorrência, uma senhora moradora de Ribeirão Preto, não é proprietária do automóvel e sim a vítima de estelionato referente ao financiamento desse veículo, que foi feito de forma fraudulenta em seu nome.

Diz boletim de ocorrência que a integrante de uma quadrilha de estelionatários financiou o carro utilizando-se dos dados pessoais da vítima, inclusive com documentos falsos em seu nome. A vítima só descobriu que tinha um veículo em seu nome quando estava com restrições junto ao SERASA e começaram a chegar cobranças em sua residência pelo financiamento de um veículo que ela nunca nem viu.

A ocorrência foi encaminhada ao Plantão da Polícia Civil em Botucatu, onde foi elaborado boletim de ocorrência de Apreensão/Localização de veículo e será iniciado um inquérito policial para se chegar a quadrilha de estelionatários. Ninguém foi detido em um primeiro momento, pois o veículo foi deixado para um reparo mecânico no local e seu condutor não indicou quando viria buscá-lo.